fbpx
JornalCana

Indicador de preço do etanol anidro cresce no Nordeste

Em Pernambuco, o avanço foi de  2,41% na comparação com maio deste ano

Com o início da moagem no Nordeste, a oferta do etanol aumentou nos estados de Pernambuco, Alagoas e Paraíba em setembro. Nos estados de Pernambuco e Alagoas, a produção de etanol ainda foi mais lenta, comparado ao estado da Paraíba, uma vez que algumas usinas começaram a moagem focadas primeiramente na produção e venda de açúcar.

Em setembro, o Indicador mensal do hidratado CEPEA/ESALQ da Paraíba caiu 5,09% frente a agosto, fechando em R$ 3,1932/litro. Para o Indicador mensal do anidro, a média foi de R$ 4,0710/litro, elevação de 1,97%.

Em Pernambuco, o Indicador mensal CEPEA/ESALQ do hidratado fechou em R$ 3,1873/litro em setembro, queda de 1,56% frente a junho – último Indicador divulgado. Para o anidro, o Indicador mensal CEPEA/ESALQ fechou em R$ 4,0319/litro, avanço de 2,41% na comparação com maio – último Indicador divulgado.

LEIA MAIS > Importância da COP 26 para o Brasil e o setor privado

Em Alagoas, o Indicador mensal CEPEA/ESALQ do hidratado fechou em R$ 3,0969/litro em setembro, valorização de 2,56% frente a junho – último Indicador divulgado. Para o anidro, o Indicador mensal CEPEA/ESALQ fechou em R$ 4,0815/litro, avanço de 1,82% na comparação com maio.

Após a liberação das vendas diretas de etanol entre usinas e postos, os produtores dos estados nordestinos seguiram estudando as mudanças tributárias e operacionais necessárias para iniciar este tipo de comercialização.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram