fbpx

Índia inicia construção de sua primeira planta de etanol celulósico

A companhia estatal indiana Hindustan Petroleum deu o início ontem à construção da primeira fábrica de etanol de segunda geração do país, que será erguida com um aporte de 6 bilhões de rúpias indianas (equivalente a US$ 88 milhões), segundo o jornal indiano The Financial Express. A unidade ficará no distrito de Bhatinda, no Estado de Punjab, no norte do país.

No lançamento da pedra fundamental da planta, o ministro responsável pela área de energia, Sukhbir Singh Badal, declarou que cada distrito de Punjab deve ter uma planta de bioetanol para resolver o problema da poluição provocada pela queima da biomassa. O plano do governo é construir no total 12 unidades por um investimento de 10 trilhões de rúpias indianas (equivalente a cerca de US$ 1,5 bilhão).

 

“O governo está encorajando a produção de etanol de segunda geração de resíduos agrícolas para fornecer fontes adicionais de remuneração aos produtores, para encaminhar as crescentes preocupações com o ambiente e apoiar o programa Ethanol Blended Petrol [EBP, ou Petróleo Misturado ao Etanol, em livre tradução]”, afirmou o governo.

A planta de Bhatinda terá capacidade de processar até 400 toneladas de biomassa e produzir até 100 mil litros de etanol por dia, o que é suficiente para atender a mistura de 26% do etanol determinada pelo Estado de Punjab.

As informações são do Valor.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X