fbpx

Importações brasileiras de fertilizantes tendem a cair até 20% em 2015

 Apesar de estarem em baixa no mercado internacional, os preços dos fertilizantes estão em alta no Brasil, por conta da valorização do dólar em relação ao real, e com isso as importações do país tendem a recuar entre 15% e 20% neste ano, conforme cenário traçado pelo Rabobank.

exp_fert_2Segundo análise do banco holandês, em real os preços médios do insumo estão em seu maior nível desde a temporada 2008/09 e, mesmo se houver um aumento da área plantada com grãos na safra 2015/16, o volume das vendas domésticas deverá não deverá superar os patamares dos últimos anos, uma vez que as margens dos agricultores estão mais apertadas. Em 2014, foram 32,2 milhões de toneladas e em 2013, 30,7 milhões.

Como os estoques em 31 de dezembro estavam relativamente confortáveis (5,7 milhões de toneladas) e a quantidade de nutrientes no solo está elevada em diversas regiões produtoras, como realça a análise do Rabobank, há espaço para que as importações caiam para entre 19,6 milhões e 20,5 milhões de toneladas em 2015.

No ano passado, conforme a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), as importações brasileiras alcançaram 24 milhões de toneladas, um novo recorde histórico, enquanto a produção nacional ficou em 8,8 milhões de toneladas, em queda de 5,4% em relação a 2013.

(Fonte: Valor Econômico)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X