Hidratado sobe 1,69% e anidro avança 3,04% para usinas paulistas

Mesmo com a greve dos caminhoneiros em todo o Brasil e a consequente dificuldade em retirar o etanol comprado nas últimas semanas, a demanda pelo produto segue elevada, conforme indicam pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Conforme o Cepea, vale lembrar que esses volumes devem ser retirados após o período de paralisação. Do lado das usinas, agentes de algumas unidades relataram diminuição no ritmo de moagem, devido à dificuldade em receber a matéria-prima.

Entre 21 e 25 de maio, especificamente, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado fechou a R$ 1,6484/litro, avanço de 1,69% em comparação ao da semana anterior. No caso do etanol anidro, o Indicador CEPEA/ESALQ subiu 3,04% no mesmo comparativo, com média de R$ 1,7950/litro.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X