fbpx
JornalCana

Hidratado encontra trajetória de queda nos últimos dias

Estoques de etanol seguem em alta

Ao final de outubro, segundo dados oficiais do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), os estoques de etanol das usinas do Centro-Sul chegaram a 10,9 milhões de m³, maior nível desde a temporada 2019/20.

O grande aumento nos estoques está relacionado à maior produtividade da safra 2023/24, que registra crescimento de 10% na produção de etanol total em relação a 2022/23.

De acordo com relatório da StoneX, os estoques também têm aumentado por uma maior demora na resposta pelo lado da demanda, que passou a crescer significativamente apenas a partir de agosto/23 – contexto que segue pressionando as negociações do biocombustível.

LEIA MAIS > Vendas externas do açúcar remuneraram, em média, 8,78% a mais que as internas, em outubro

Nesta semana, entre os dias 13 e 17 de novembro, as negociações do etanol hidratado com base nas usinas de Ribeirão Preto – SP recuaram cerca de 3,4%, passando de R$ 2,69/L para níveis mais próximos de 2,60/L, com registros pontuais até de R$ 2,57/L, dependendo da região verificada em São Paulo.

“A pressão baixista enfrentada pelo etanol apesar do contexto de início de entressafra ocorre devido ao grande aumento dos estoques – tanto pela maior produção de etanol a partir de cana e milho, como por uma estratégia das usinas, muitas as quais aguardavam por preços mais atrativos para a venda de seus estoques. Contudo, com a significativa queda nos preços do petróleo nas últimas semanas, em meio a uma oferta mais ampla, as negociações têm cedido pelo lado das distribuidoras”, afirma a Stonex.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram