fbpx

Grupo Otávio Lage investe em complexo industrial

O grupo goiano Otávio Lage vai investir R$ 330 milhões na construção de uma central termelétrica (Codora) e uma filial agroindustrial da usina Jalles Machado, em Goianésia, GO, a 170 quilômetros de Goiânia. O início das operações está previsto para abril de 2010. A moagem inicial será de 1 milhão de toneladas de cana-de-açúcar.

O complexo industrial será erguido numa área de 50 hectares e deverá funcionar em plena capacidade a partir de 2012, com previsão de moagem de 2,5 milhões de toneladas de cana. A área de plantio disponível é de 15 mil hectares, dos quais 7 mil de sócios e 8 mil de parceiros (arrendamento). Em 2012, a área plantada deverá ser de 22 mil hectares.

Os viveiros começaram a ser formados em 2006, numa área de 60 hectares da fazenda Lavrinha. No ano passado, o viveiro permitiu a plantação de 350 hectares. Este ano, na fase de amadurecimento, deverá chegar a 2,5 mil hectares. Em 2009, a àrea alcançará 9 mil hectares.

De acordo com o diretor técnico do grupo, Henrique Penna de Siqueira, a cana esmagada no primeiro ano de atividade permitirá a produção de 85 mil m³ de álcool. Já a capacidade de geração da termelétrica Codora será de 51 MW em 2012.

Investimento

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social dará um aporte de R$ 230 milhões em operações diretas e indiretas. Outros R$ 100 milhões serão repassados pela Usina Jalles Machado, sendo que R$ 30% desse valor (R$ 30 milhões) formarão o capital de giro.

A usina Jalles Machado moeu 1,94 milhão de toneladas de cana na safra 2007/08, um aumento de 9,3% em relação ao ciclo anterior, quando foram esmagadas 1,78 milhão de toneladas. O grupo investiu R$ 80 milhões na ampliação da usina, que deverá esmagar 2,8 milhões de toneladas a partir de 2009. A colheita é 90% mecanizada.

A produção total de álcool alcançou 66,131 m³, crescimento de 9,6% em relação aos 60,375 m³ da safra 2006/07. A unidade produziu 153,884 milhões de toneladas de açúcar na safra 2007/08, um incremento de 14,8% em relação ao ciclo anterior, quando foram ensacadas 133,969 milhões de toneladas.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X