fbpx

Grupo Moreno inicia nova fase e planeja investimentos

Plano de recuperação judicial da empresa foi homologado no início de dezembro

Com a homologação de seu plano de recuperação judicial pelo juiz Antonio José Papa Junior, da Comarca de São Simão do Tribunal de Justiça de São Paulo, publicada no dia 4 de dezembro, o Grupo Moreno inicia a implantação das medidas que darão sustentação à sua nova fase.

Em recuperação judicial desde setembro de 2019, o Grupo teve aprovação de seu plano pelos credores, em 13 de novembro, para pagamento das dívidas, que giram em torno de R$ 2 bilhões. Para quitar seus débitos, a companhia poderá se valer de novas captações de recursos, alienar participação societária e outros ativos, ou deverá ainda vender até duas das suas usinas no prazo de até 24 meses para quitação das dívidas.

LEIA MAIS > 214 usinas do Centro-Sul já encerraram a safra 2020/2021

Com o processo em andamento, a empresa seguiu suas atividades e encerrou a safra 20/21 com moagem superior a 9 milhões de toneladas de cana, resultando em uma produção de 694 milhões de toneladas de açúcar (cristal e VHP) e mais de 372 milhões de litros de etanol (anidro e hidratado).

“Foi uma safra cheia de desafios, fruto da pandemia e também da negociação do nosso plano de RJ, porém o resultado foi satisfatório, com um aumento de moagem, ATR e também com a homologação de um plano de RJ que foi aprovado por mais de 95% dos nossos credores”, ressaltou Francisco Reis, diretor financeiro do Grupo.

Segundo o diretor, a empresa tem compromissos financeiros e outras ações definidas no plano que pretende cumprir rigorosamente. Na entressafra, a meta é fazer a manutenção industrial “bem-feita” nas suas três unidades, Central Energética Moreno Açúcar e Álcool Ltda. (CEM), Central Energética Moreno de Monte Aprazível Açúcar e Álcool Ltda. (CEMMA) e Coplasa – Açúcar e Álcool Ltda. (Coplasa).

A empresa vai investir nos canaviais, tanto em tratos como no plantio de cana e a perspectiva é iniciar a próxima temporada em abril, em duas unidades e a terceira, em maio.

LEIA MAIS > Produção de açúcar é 44,16% em relação ao ciclo 2019/2020

“Em nome da diretoria do Grupo Moreno agradeço a compreensão e confiança de todos nossos credores, parceiros agrícolas, fornecedores e colaboradores. Também às equipes que assessoraram a empresa no processo, incluindo os times do Felsberg Advogados, BR Partners, MBF partners, AMC advocacia e Rocha Leite Advogados. Desejamos a todos um bom final de ano e reforçamos nosso compromisso com o desenvolvimento das regiões onde atuamos e com a sustentabilidade social e ambiental de nossas comunidades”, afirmou Carlos Moreno, acionista e diretor superintendente da companhia.

Moreno ressaltou ainda a importância do reconhecimento das iniciativas da companhia em ano tão desafiador. “Também ficamos honrado em receber o prêmio Master Cana Social 2020, na categoria Qualidade de Vida, refletindo a cultura do Grupo Moreno de valorizar seus colaboradores e comunidades onde atuamos”, concluiu.

SAIBA MAIS >
Grupo Moreno encerra safra na próxima semana moendo 9 mm de ton
Plano de Recuperação Judicial do Grupo Moreno é aprovado
Assembleia de credores do Grupo Moreno é suspensa
Plano de recuperação do Grupo Moreno pode ser aprovado amanhã (11)
Grupo Moreno pede recuperação judicial

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

6 + nove =

X