fbpx
JornalCana

Grupo JB conclui a sua primeira emissão CRA no valor de R$ 130 milhões

Iniciativa fortalece estratégia de produção de CO2 “verde” no Nordeste

O Grupo JB, que atua há mais de 50 anos, na área bioenergética, reportou nesta segunda-feira, 22, sua primeira emissão de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) no valor de R$ 130 milhões. Segundo a companhia, os recursos serão destinados à renovação de canavial e ao aumento da capacidade de atender ao mercado da Carbo Gás, a empresa do Grupo JB que produz e comercializa o CO2 puro “verde”.

“Acessar o mercado de capitais era um desejo nosso há algum tempo, e conseguimos concluir essa etapa ainda dentro do ano de 2021, que era um dos nossos objetivos”, diz Carlos Beltrão, acionista do grupo, que tem atividades nos estados de Pernambuco, Espírito Santo e Paraíba, reunindo as empresas: Companhia Alcoolquímica Nacional; Pirapama Bioenergia Ltda Carbo Gás Ltda; Lasa – Linhares Agroindustrial S/A; Lastro Exportação e Importação S/A, e TECAB – Terminais de Armazenagens de Cabedelo Ltda.

A Carbo Gás é uma das principais players do mercado de CO2 puro, um produto com muitas aplicações na indústria: de bebidas carbonatadas, química, farmacêutica e, outras. É uma das únicas capazes de produzir o CO2 puro “verde”, aproveitando, como matéria prima um subproduto oriundo da fermentação do caldo de cana para a produção de álcool e aguardente.

LEIA MAIS > Premiação MasterCana 2021 destaca profissionais num ano de superação

“Por termos Unidades de Produção em diferentes regiões, Sudeste e Nordeste, que possuem períodos de safras complementares, somos capazes de fornecer CO2 puro “verde” aos nossos clientes o ano inteiro, sem interrupção. Além disso, estamos especialmente bem-posicionados para atender os estados do Norte e Nordeste, onde logística é um diferencial”, complementa Beltrão.

O CRA emitido pelo banco tem vencimento em 2026 e teve demanda superior à oferta, – a emissão foi originalmente desenhada para levantar R$ 80 milhões.

“Ao longo do processo de roadshow fomos vendo que o apetite dos investidores estava até superior ao volume que inicialmente tínhamos desenhado, o que mostra que a estruturação do CRA foi bem-feita. O papel foi integralmente alocado em investidores institucionais e privates”, diz Pedro Caldas, Head de DCM do BOCOM BBM S.A.

O banco, que já é um dos apoiadores financeiros da companhia, tem se especializado nas operações de mercado para primeiros emissores.

LEIA MAIS > Pablo Di Si é eleito “Personalidade do Ano” no Prêmio MasterCana Brasil 2021

“Em todos os CRAs ou debentures que coordenamos, já éramos grandes financiadores das companhias. O CRA não é o objetivo final, mas apenas mais uma forma de auxiliar na melhoria da estrutura de capital dos nossos clientes. Continuaremos fazendo novos negócios com a JB, seja em operações de hedge ou novas operações de financiamento bilateral”, complementa Breno Figueiredo, Head do Crédito Comercial.

 

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram