fbpx

Governo investirá R$ 200 milhões na recuperação de estradas para escoar a safra agrícola

Não haverá problemas rodoviários para escoamento da safra brasileira de grãos 2003/04. A garantia foi dada hoje (08/01) pelo presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Luís Carlos Guedes Pinto, pouco depois de se reunir com os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, e dos Transportes, Anderson Adauto. Durante a audiência, ficou definido que o Ministério dos Transportes, atendendo determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vai investir R$ 200 milhões, neste ano, em obras emergenciais e de recuperação das estradas federais por onde é transportada a produção agrícola.

“O compromisso do governo com os produtores e transportadores é o de que as estradas importantes para o escoamento da produção agrícola serão recuperadas até o início da colheita da safra de verão, no período de abril a maio”, informou o presidente da Conab. “Não haverá buracos nas principais rodovias brasileiras por onde passam 90% dos grãos”, afirmou Guedes. “Primeiro, serão feitas operações emergenciais, como tapa-buracos, por exemplo. Paralelamente, também será realizado o trabalho de recuperação das próprias estradas, com obras de infra-estrutura e de recapeamento.”

De acordo com Guedes, a Conab elaborou um estudo apontando os trechos críticos das principais estradas federais usadas para escoar a safra. O trabalho foi encaminhado ao ministro Anderson Adauto nos primeiros meses do governo Lula e serviu de base para que o Ministério dos Transportes realizasse obras nas rodovias no ano passado, no valor de R$ 160 milhões. Agora, o mesmo levantamento está sendo utilizado para orientar a complementação da recuperação das estradas. Segundo o presidente da estatal, algumas obras foram concluídas. “Outras estão em andamento ou já foram licitadas.”

Os problemas rodoviários para escoamento da safra estão concentrados em cinco estradas federais: BR-163 (PA-RS), BR-364 (AC-SP), BR-242 (MT-BA), BR 116 (CE-RS) e BR-153 (PA-RS). “A recuperação dos trechos críticos desses eixos é uma das prioridades do governo para este ano”, disse o presidente da Conab. Os ministérios da Agricultura, por intermédio da Conab, e dos Transportes vão se reunir todos os meses para avaliar o andamento das operações tapa-buracos e de recapeamento das rodovias por onde trafegam caminhões com a produção agrícola.

Durante a audiência, os ministros Roberto Rodrigues e Anderson Adauto também decidiram criar um grupo interministerial para preparar um pré-projeto com vistas à conclusão de rede de ferrovias que vai permitir ao Brasil exportar pelo Oceano Pacífico, principalmente para o mercado chinês. O governo brasileiro, revelou Guedes, deve procurar a Bolívia e o Chile para tratar da saída pelo Pacífico. Conforme o presidente da Conab, a intenção é concluir o estudo até maio, quando o presidente Lula deverá ir à China. “Ele poderá tratar desse assunto durante a sua visita aquele país.”

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X