fbpx

Goiás deve registrar mais de 75,78 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2020/21

23,5% da produção de cana-de-açúcar será direcionado para a produção de açúcar

Segundo maior produtor de cana-de-açúcar do País, Goiás deve produzir mais de 75,78 milhões de toneladas na safra 2020/21, um incremento de 0,7% na produção estadual. O Estado tem participação de 12% da produção nacional estimada e 54,6% da região Centro-Oeste. A área plantada deverá ser 2,2% maior que a da última safra, com mais de 964 mil hectares. Entretanto, a produtividade será de 78.588 kg/ha, com 1,5% de retração, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 

Com produção estimada de cerca de 511,47 milhões de litros de etanol a partir do milho, Goiás deve registrar crescimento de 73% na temporada atual, se comparado à safra 2019/20. Na temporada passada, o Estado já havia registrado aumento de 54,9% em relação à safra 2018/19. Atualmente, Goiás possui a 2ª maior produção, representando 18,9% da nacional e 20% da região Centro-Oeste. Mato Grosso possui participação de 75,9% da produção nacional e também mantém alta variação em relação à última safra.

LEIA MAIS > Índia deverá produzir 27 milhões de toneladas de açúcar

Já em relação ao etanol a partir da cana-de-açúcar, a produção goiana deve cair 8,2%, com volume de 4,81 bilhões de litros, oriundos de 57,9 milhões de toneladas de cana. Goiás deve participar de 16,5% do volume nacional e de 54,5% da região Centro-Oeste. A quantidade de 76,5% da produção de cana-de-açúcar da safra atual deve ser destinada à produção de etanol, sendo inferiores aos 82,7% da última safra. A produção total de etanol em Goiás, incluindo de cana e milho, deverá sofrer redução de 3,9% em relação à safra anterior, somando 5,33 bilhões de litros, com 90,4% provenientes da cana-de-açúcar e 9,6% do milho.

 

No caso do açúcar, na atual safra serão destinados 23,5% da produção de cana-de-açúcar para a produção do adoçante, enquanto na safra anterior foram destinados 17,3%. Isso acarretará em um incremento de 34,9% da produção de açúcar desta safra, gerando 2,40 milhões de toneladas, participando com 6,8% do volume total nacional.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

18 + 15 =

X