Gigante canadense ainda busca usinas de cana para comprar

As negociações de compra das usinas de cana-de-açúcar da Renuka do Brasil foram interrompidas pela canadense Brookfield.

Mas a suspensão da possível compra dessas fábricas de açúcar e de etanol não significa que a gigante do Canadá tenha cancelado seus interesses em comprar usinas sucroenergéticas.

Segundo executivo de uma instituição financeira informou ao Portal JornalCana, …. 

a Brookfield cancelou a negociação “pontual” com as usinas sob controle do grupo indiano Renuka.

Leia maisBrookfield desiste de  comprar as usinas do Grupo Renuka

“Mas isso é pontual, porque a companhia canadense continua apostando em usinas de cana brasileiras”, disse o diretor da instituição, ligada a um grande banco brasileiro e que pediu para não ser identificado.

brookfield-asset-management-logo-sm

Perfil

Segundo a fonte, a gigante canadense enxerga bons negócios em adquirir usinas de cana-de-açúcar com baixo endividamento e com capacidade de moagem acima de 2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

A localização dessas fábricas de açúcar e de etanol também estaria na lista de prioridades da possível compradora, que está de olho em fazer bons negócios com vendas de açúcar no mercado externo já em 2016, com as projeções de déficit de produção, apesar dos estoques ainda elevados do alimento.

Talvez você queira ler: Brookfield aposta em empresas de outros setores?

Prumo negocia emissão de títulos com a Brookfield

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X