JornalCana

Furlan deve voltar à China após negociações

Dados do governo confirmam que a China importou apenas 1,1% do Brasil (US$ 6,7 bilhões) de todo o percentual comprado no mundo no ano passado. Mas para o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, o investimento direto chinês no Brasil pode alcançar US$ 5 bilhões nos próximos três anos.

Por isso o ministro planeja retornar à China dentro de um mês para finalizar os negócios que nessa missão serão entabulados.

O ministro também destacou o potencial do agronegócio e do álcool. “Está havendo um crescimento médio de 30% na produção de veículos na China e eles têm um problema sério de poluição, o álcool seria uma boa alternativa”, disse.

Para ele, a missão presidencial à China, que começa nesta semana, será um marco na relação dos dois países.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram