JornalCana

Frente fria pode causar fortes tempestades no Brasil, após onda de calor

Chuvas ficarão entre 50 e 100 mm em praticamente todo o país, afirma a DATAGRO

Uma intensa onda de calor persistiu ao longo desta semana em grande parte do Brasil, estabelecendo recordes históricos de temperaturas máximas em várias localidades.

Esse fenômeno teve seu início nos dias 11 e 12 de novembro, ganhando intensidade ao longo da semana, com o auge ocorrendo entre quarta e quinta-feira (15 e 16).

Municípios no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Minas Gerais registraram temperaturas superiores a 40°C, sendo que em Cuiabá, por exemplo, valores acima desse limiar foram observados durante toda a semana.

Esse bloqueio atmosférico deverá ser rompido a partir da tarde deste sábado (18), com a chegada de uma frente fria que tem o potencial de desencadear tempestades intensas em várias regiões do Brasil, conforme indicado pela análise climática da DATAGRO.

LEIA MAIS > Tecnologia brasileira de otimização em tempo real avança nas usinas

A interação dessa frente fria com sistemas meteorológicos, como a Alta da Bolívia e o VCAN, formados na alta troposfera (7 a 10 km de altitude), pode resultar na formação das primeiras ZCAS (Zonas de Convergência do Atlântico Sul) ou rios voadores do segundo semestre de 2023. Essas são faixas de umidade que se estendem da região Norte até a região Centro-Sul.

As precipitações devem variar entre 50 e 100 mm em praticamente todo o Brasil, com exceção de parte da região Nordeste. Algumas áreas, como o norte do Rio Grande do Sul e Paraná, Mato Grosso do Sul, partes de São Paulo, Triângulo Mineiro e região Norte, podem registrar volumes superiores a 100 mm.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram