JornalCana

Ford aumentará preços em janeiro entre 3% e 5%

A Ford vai aumentar os preços de seus carros em janeiro entre 3 e 5% para compensar a alta de custos com os reajustes dos metalúrgicos e da matéria-prima.

“Vamos ter um aumento importante em janeiro que poderá ser entre 3% e 5%, no mínimo, e isso não conta o aumento no aço, que subiu no ano passado”, afirmou o presidente da companhia para América do Sul, Antônio Maciel Neto, em encontro com jornalistas. Pelo acordo com o governo que reduziu o IPI dos carros, as montadoras não podem reajustar os preços antes de janeiro.

Maciel afirmou que os aumentos serão causados pelo reajuste de 18% nos salários dos metalúrgicos e pela alta no preço de matérias-primas como o aço, “que teve mais 72% de aumento ano passado”.

O executivo prevê nova alta do produto em janeiro, em torno de 10%, reajuste que não está computado no aumento anunciado.

Além da Ford, outras montadoras já afirmaram que vão aumentar os preços também a partir de janeiro.

Maciel afirmou que a empresa, que fecha 2003 no vermelho, pretende atingir rentabilidade em 2004. Ele também confirmou novos investimentos em produtos, como no utilitário EcoSport 4×4. Não foram citados valores.

A Ford pretende conseguir em 2004 um aumento de 1 ponto percentual em sua participação de mercado, hoje em 12%. A empresa está atrás de Fiat, General Motors e Volkswagen em número de veículos vendidos.

Maciel estimou para 2004 uma cotação para o dólar de R$ 3,25, acima da atual, inflaçao em torno de 6% e os juros na casa dos 14%.

Exportações

A melhora nas vendas de todas as montadoras no mercado interno em 2004 entre 7 e 14% em relação a este ano e aumento de até 25% nas exportações da Ford devem fazer a empresa acrescentar um terceiro turno na fábrica instalada em Camaçari, na Bahia, em meados do ano disse Maciel. Em 2003, a Ford deve exportar US$ 760 milhões, 40% acima de 2002.

A montadora, que exporta cerca de 30% de sua produção, vai começar os primeiros embarques para 18 países da América Central em janeiro, esperando vender nesse mercado 800 veículos por ano, disse o diretor de exportação da Ford, Dante Marchiori. O primeiro modelo será o compacto Fiesta, em seguida virá o utilitário EcoSport.

Por enquanto, a Ford Brasil vende para Argentina, Chile, Venezuela e México, mas há estudos para vendas na China e África, disse Marchiori, sem dar mais detalhes.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram