fbpx

FMI afirma que moeda chinesa não está mais desvalorizada

O yuan chinês, que o governo dos Estados Unidos denunciou durante muitos anos como artificialmente desvalorizado, não está mais nesta situação, afirmou o Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Nossa avaliação atual é que a valorização substancial e efetiva no último ano levou a taxa de câmbio a um nível em que o yuan não está mais desvalorizado”, afirma um comunicado do FMI.

YuanO valor do yuan – também conhecido como renminbi – representa uma fonte de tensão há vários anos entre a China e seus parceiros comerciais, fundamentalmente Estados Unidos, que acusavam Pequim de manter sua moeda artificialmente desvalorizada, o que representava uma vantagem injusta para as exportações do país.

Pequim, que mantém um controle sobre a cotação da moeda, sempre negou as acusações.

O yuan registrou uma valorização no ano passado em comparação com um dólar em baixa.

Esta valorização, apesar de modesta, é elogiada pelo FMI, que no entanto pede a Pequim mais flexibilidade a respeito de sua divisa.

“Estimulamos as autoridades (chinesas) a realizar rápidos progressos para uma flexibilização maior na taxa de câmbio de sua divisa”, afirma o FMI no comunicado.

O yuan flutua na comparação com o dólar dentro de uma margem determinada diariamente e de forma prévia pelo Banco Central chinês.

(Fonte: AFP)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X