fbpx

Fitch coloca Cosan em observação negativa com aquisição da Comgás

A Fitch Ratings colocou hoje em observação negativa os ratings da Cosan Indústria e Comércio (Cosan) e de suas subsidiárias Cosan Overseas e Cosan Lubrificantes e Especialidades. A mudança ocorreu após o anúncio de que a Cosan assinou memorando de entendimento com o grupo BG para aquisição de 60,1% do capital total da Comgás por R$ 3,4 bilhões. A transação depende de aprovação da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp).

De acordo com as estimativas da Fitch, a alavancagem líquida da Cosan, em bases pro forma, deverá aumentar para cerca de 3,7 vezes, de 2,1 vezes, considerando o Ebitda normalizado da Comgás e da Cosan e a dívida ajustada por obrigações atuariais e empréstimos intragrupo. O cálculo exclui o Ebitda proporcional que migrou para a Raízen em junho de 2011. “Este patamar de alavancagem tende a pressionar a atual categoria de rating, já que cerca de 40% do Ebitda consolidado da Cosan provêm do negócio de açúcar e etanol, de natureza mais volátil”, diz a agência de classificação de risco.

Do ponto de vista estratégico, a Fitch considera a aquisição positiva para a Cosan, uma vez que contribui para a diversificação de negócios e deverá reduzir a volatilidade do fluxo de caixa da empresa. “A transação também reforça a presença da Cosan no segmento de energia, que, em conjunto com as atividades de logística, representa o foco principal do plano de negócios da companhia.”

Concluída a aquisição, a Cosan fará parte do acordo de acionistas com a Shell, que detém participação de 18,2% na Comgás. O restante das ações (21,7%) permanecerá em circulação no mercado. A Cosan já possui um acordo de acionistas com a Shell na Raízen.

A Cosan também negocia a aquisição de 5,7% de participação na América Latina Logística (ALL), por R$ 896,5 milhões. A transação ainda depende da aprovação de outros participantes do acordo de acionistas da ALL, bem como da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Caso essa aquisição seja concluída, a Fitch estima que o índice de dívida líquida consolidada/Ebitda da Cosan atingirá 3,8 vezes, em bases pro forma.

A Comgás é a maior distribuidora de gás natural canalizado no Brasil e abastece cerca de 177 municípios no Estado de São Paulo. Em 2011, a empresa reportou Ebitda, segundo cálculos da Fitch, de R$ 718 milhões, dívida total ajustada de R$ 2,0 bilhões, caixa e aplicações financeiras de R$ 41 milhões e índice de dívida líquida/Ebitda de 2,8 vezes.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X