fbpx

Fenômeno El Niño chega fraco em 2019, mas qual o impacto para a cana?

Foto: NOAA/Divulgação

O fenômeno climático El Niño chega em 2019, mas em ritmo fraco. A previsão é da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) em relato emitido em 14/02.

“As condições do El Niño em todo o Pacífico Equatorial se reuniram, e agora podemos confirmar sua chegada”, afirma no relato Mike Halpert, vice-diretor do Centro de Previsão Climática da NOAA.

“Mesmo com as temperaturas da superfície do mar acima da média, as atuais observações e modelos climáticos indicam que esse El Niño vai ser fraco”, destaca. E conclui: “por isso, não estamos esperando impactos globais significativos entre o fim deste inverno (verão no Hemisfério Sul)  até a primavera (outono no Hemisfério Sul).

Clique aqui para ler o relato da NOAA em inglês

Leia também: 

Chuvas abaixo da média afetam crescimento da massa verde da cana

Qual o impacto de um El Niño fraco para os canaviais?

Quando o El Niño está bem caracterizado, o que não é o caso deste ano, tem-se um quadro de chuva excessiva no Sul do País e seca no Norte/Nordeste, apurou o JornalCana.

No Norte/Nordeste a safra de cana-de-açúcar 2018/19 chega ao fim a partir deste mês de fevereiro. No começo do ano, a região registrou boa incidência de chuvas, em favor da cana em fase de crescimento para a próxima temporada.

Já as regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde fica a maioria das unidades produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade, não apresentam o mesmo padrão de comportamento: tanto podem apresentar seca como períodos de chuva intensa.

 

Confira vídeo (em inglês) que detalha o que é o fenômeno El Niño:

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X