fbpx

Fabricantes de doces americanos sofrem com alta de açúcar no mercado doméstico

cFabricantes de doces nos Estados Unidos, estão sofrendo com a alta dos preços do açúcar  e não estão conseguindo importar açúcar suficiente para suprir a demanda de suas fábricas, pela primeira vez em trinta e oito anos, de acordo com a Bloomberg.
De acordo com especialistas, as importações estão limitadas por tarifas impostas há mais de dois séculos atrás, para proteger os produtores de cana-de-açúcar, e abrandar disputas comerciais com seu maior fornecedor estrangeiro de açúcar, o México.
O açúcar doméstico foi negociado em Nova York com um aumento de 24% nos últimos 12 meses, ficando em 26,05 centavos de dólar por libra-peso na ICE Futures US, diante de preços mundiais na faixa de 16,27 centavos de dólar. A diferença entre os dois contratos em 05 de setembro chegou a 11,53 centavos de dólar, o maior desde janeiro de 2012.
O açúcar é o único produto produzido nos EUA, que está sujeito a quotas de importação. O México no entanto, ficou isento, de acordo com o Acordo de Livre Comércio da América do Norte, permitindo que o país envie açúcar livre de impostos desde 2008, o que tem gerado acusações de dumping por parte dos produtores americanos.
Autoridades mexicanas estão em negociações com os EUA para resolver a disputa e evitar os direitos de importação a qualquer custo.
A Hershey, fabricante de doces mundialmente conhecida, anunciou em julho, um aumento dos preços no atacado para os seus produtos, citando custos mais altos das commodities impulsionados principalmente pelo açúcar, cacau, manteiga de cacau e leite.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X