fbpx

Fabricação de etanol 2G com sorgo entra em fase de testes

Os testes de fabricação de etanol celulósico com sorgo pela Raízen estão previstos para começar ainda este mês. A informação é de André Franco, gerente geral da Ceres Sementes, parceira da companhia sucroenergética.

“Temos previsão de testes para este mês, porém, os resultados serão divulgados mediante aprovação conjunta com a Raízen”, diz ele, em entrevista para o portal JornalCana. 

Ceres_SweetSorghum1Leia mais: Ceres acelera desenvolvimento de cana transgênica

Empresa de biotecnologia agrícola, produtora da linha de sorgo Blade, com sorgo sacarino, sorgo alta biomassa e sorgo silagem, a Ceres e a Raízen, anunciaram recentemente a assinatura de um acordo de colaboração plurianual. As empresas atuarão em conjunto para desenvolver e produzir sorgo sacarino em escala industrial.

Leia mais: Raízen e Ceres fazem parceria na área de sorgo sacarino

Segundo o acordo firmado entre as empresas, ambas contribuirão com serviços e recursos no desenvolvimento do sorgo sacarino Blade, além de compartilhar a rentabilidade proveniente do etanol obtido a partir dessa cultura.

Leia mais: Cana transgênica da Ceres chega em sete anos

Confira a entrevista com André Franco:

JornalCana – O sorgo já é experimentado, ou empregado, como matéria-prima do etanol celulósico no exterior?

André Franco – Com foco no mercado nacional, não temos informações suficientes para comentar sobre os testes fora do Brasil. A Ceres Inc. (matriz internacional) já realizou no passado testes com nossa linha de sorgo Blade nos Estados Unidos.

Leia mais: Americana Ceres investe em cana transgênica

Há projeções de ganhos de uso do sorgo ante a biomassa da cana na produção de etanol celulósico?

Para a produção de etanol celulósico, consideramos o sorgo alta biomassa Blade como mais uma alternativa às usinas, aumentando a oferta de matéria prima para compor o mix de produção junto ao bagaço da cana e demais fontes vegetais.

Vale também para produzir bioeletricidade?

O sorgo alta biomassa Blade pode ser utilizado tanto para produção de etanol celulósico, quanto contribuir no volume de biomassa para produção de energia para o processo. Entendemos que muitas usinas que estão investindo na tecnologia, já produzem o etanol via extração do açúcar da cana, aproveitando a sobra de bagaço para produzir energia e produzir o etanol celulósico. Neste sentido, ter o sorgo alta biomassa Blade como alternativa adicional no processo de geração de energia ou etanol celulósico, poderá trazer maior competitividade às usinas.

Por conta da parceria com a Raízen, a Ceres não pode comercializar o sorgo para outros geradores de etanol? Como pode ser feita essa aquisição? Por muda, royalties?

A parceria com a Raízen não afeta as demais negociações com o mercado e as sementes de sorgo Blade podem ser compradas normalmente por qualquer usina, indústria, produtor ou revenda. [Nesta quinta-feira (23/04), a Ceres realiza o Dia de Campo Sorgo Blade na Fazenda Olhos d’Água, na BR 153, km 130, rodovia Canápolis-MG, em Centralina, para representantes de usinas sucroenergéticas, fornecedores de cana e sindicatos]

Por favor, explique mais sobre a parceria com a Raízen

O acordo visa o desenvolvimento da cultura, sendo que os resultados serão adicionados aos demais resultados obtidos junto à todos os outros clientes da Ceres Sementes pelo Centro Sul. É importante que a validação agrícola e industrial seja comprovada a cada safra, pois entendemos que muitas usinas ainda desconhecem o sorgo como fonte de matéria prima para produção de etanol ou biomassa para geração de calor e energia. Já sentimos que o sorgo tem seu espaço no mercado e sua adoção será maior a cada safra.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X