fbpx

Exportação brasileira de álcool pode alcançar 6 bilhões de litros em 2013, diz Cosan

O presidente do grupo Cosan, maior companhia brasileira de açúcar e álcool, Rubens Ometto Silveira Mello, projetou que as exportações de álcool em 2013 podem chegar a 6 bilhões de litros, o dobro do previsto para esta safra, a 2006/07. Silveira Mello participou da palestra da Organização Internacional do Açúcar (OIA), em Londres.

As exportações de açúcar podem alcançar 27 milhões de toneladas, 39,8% maior que os volumes previstos para esta safra, de 19,3 milhões de toneladas, segundo o empresário, de acordo com as agências internacionais.

Segundo Silveira Mello, as usinas brasileiras precisarão aumentar em mais de 3 milhões de hectares a área plantada com cana no país. Atualmente, os canaviais ocupam 6 milhões de hectares. Há no país projetos de 89 usinas novas até 2013.

O grupo, com 17 usinas no total, deve moer cerca de 36,5 milhões de toneladas em 2006/07, volume 30,3% maior que o ciclo anterior (2005/06), de 28 milhões de toneladas, segundo Pedro Mizutani, vice-presidente geral do Grupo Cosan. Nove das 17 usinas da companhia já encerraram a moagem.

O aumento da oferta de cana do grupo reflete as recentes aquisições feitas pela companhia nos últimos meses, casos da Corona, com duas unidades, usinas Mundial e Bom Retiro, segundo Mizutani. A empresa não divulgou ainda estimativa de moagem para 2007/08, mas especula-se no mercado que o grupo processe cerca de 38 milhões de toneladas de cana na próxima safra.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X