fbpx
JornalCana

Executivo da Ruette ensina caminhos para administrar riscos no setor

2014-09-18 Forum ProCana Luiz Fernando Abussamra (6)Toda atividade de agronegócio está sujeita a uma série de riscos que precisam ser previstos e administrados. A frase é de Luiz Fernando Abussamra, diretor comercial da Usina Ruette, ao discutir a gestão de riscos no setor.

Segundo o gestor, as empresas do agronegócio têm uma exposição ao risco por produzirem commodities e serem tomadoras de preços. “Por isso, é preciso fazer a gestão desse fator de risco: de preços, taxas. Existe um processo para se fazer essa gestão através da identificação de riscos, da quantificação desses fatores de riscos, e depois, escolher os fatores que causam mais impacto para se trabalhar primeiro”, reforça.

De acordo com ele, cada empresa tem seus próprios fatores de riscos, e cada fundo de investimento tem em sua carteira diversos ativos e a composição desses ativos resultarão no perfil de risco. “Temos aprovado a política de gestão de riscos no Conselho de administração e todo ano a revisamos. Esse processo inclui reuniões semanais e sem dúvida, os resultados trouxeram à Ruette maior transparência, acesso ao capital, redução custo de captação, traquilidade para o acionista. Com isso, erramos menos e o impacto será cada vez menor na empresa”.

Abussamra deixou sua mensagem durante o Fórum ProCana Usinas de Alta Performance, que aconteceu no dia 18, em Ribeirão Preto (SP).

Confira matéria completa na edição 249 do JornalCana.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram