Agronegócio

José Luiz Tejon, membro do CCAS, é embaixador do II EMSEA

Evento acontecerá no dia 25 de julho no Parque de Inovação Tecnológica de São José dos Campos - SP

+551992261458
+551992261458

O conselheiro do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), José Luiz Tejon Megido, é um dos embaixadores do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (II EMSEA), que acontecerá no dia 25 de julho no Parque de Inovação Tecnológica de São José dos Campos – SP.

Tejon é considerado uma das maiores autoridades nas áreas da gestão de vendas, marketing em agronegócio, liderança, motivação e superação humana e é reconhecido por sua atuação em sustentabilidade dentro do agronegócio. Ele destaca a relevância do evento no cenário nacional: “É o maior evento no Brasil para o ramo.

Hoje, os dois maiores riscos do mundo, segundo o estudo do Global Report, são: primeiro, a má informação, a informação falsa, a desinformação; e, segundo maior risco, a mudança climática. E quando misturamos os dois, a informação falsa, a desinformação com o tema da mudança climática, nós temos a pior pororoca de riscos que poderíamos imaginar no mundo. Esse tema será tratado neste evento único, por isso a sua grande importância”.

As mudanças climáticas preocupam globalmente pelo impacto nos ecossistemas e na qualidade de vida futura. Elas causam eventos extremos, como tempestades e secas, afetando setores diversos, da agricultura à economia. Adaptar-se é crucial para a resiliência comunitária e a sustentabilidade.

O II EMSEA visa unir energia e agronegócio para discutir estratégias inovadoras e políticas sustentáveis, alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No evento, será apresentado o primeiro relatório do Comité do Clima, criado no I EMSEA, destacando resultados, compromissos e a concessão do selo de empresa protetora do Clima.

Comprometido com a sustentabilidade, o evento terá suas emissões de carbono monitoradas e compensadas em parceria com a Moss e a COMERC Energia, replicando o sucesso do primeiro encontro. O foco é minimizar o impacto ambiental, reduzir resíduos poluentes e promover a conscientização sobre práticas sustentáveis. O setor de energia é fundamental na redução das emissões de gases de efeito estufa, com o Brasil se destacando na promoção de fontes limpas e renováveis, impulsionando a transição energética e adotando tecnologias como o Hidrogênio Verde.

O agronegócio, por sua vez, enfrenta desafios climáticos que afetam cultivos, disponibilidade de água e saúde dos solos. A adoção de tecnologias inovadoras, práticas sustentáveis e políticas adaptativas é essencial para fortalecer a resiliência do setor e contribuir para a redução das emissões, visando um futuro sustentável.

O evento, assim como o CCAS, tem a proposta de levar informação de qualidade e credibilidade para as pessoas, conscientizando e mobilizando a sociedade para ações concretas em prol da sustentabilidade. O CCAS reúne profissionais de diversas áreas que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que visam comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas através de verdades científicas.

O II EMSEA promete ser um evento transformador, fomentando a conscientização e a ação coletiva para enfrentar os desafios das mudanças climáticas e promover um futuro mais sustentável para o Brasil e o mundo.

Banner Revistas Mobile