fbpx

Etanol: setor terá de investir R$ 50 bi para atender à demanda

 

dp-etanol

O coordenador de Açúcar e Etanol do Ministério da Agricultura, Cid Caldas, avaliou, na noite desta quinta-feira, 24, que serão necessários R$ 50 bilhões de investimentos no setor até 2022 para atender ao crescimento de demanda em etanol. Cálculos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) apontam que o consumo do combustível, de 27,3 bilhões de litros no ano passado, dobrará em nove anos, para 54,5 bilhões de litros. Mesmo sem usinas novas previstas no curto prazo, o governo prevê a necessidade de construção de 40 plantas industriais no período, com um aumento da oferta de cana de pouco mais 600 milhões para 1 bilhão de toneladas de cana. O total de usinas necessárias para ampliar a demanda de cana corresponde ao número de unidades fechadas com a crise iniciada em 2009, considerada hoje uma das piores da história. ´(A crise) ainda é reflexo de 2009, iniciada com a crise financeira seguida de duas crises climáticas e mais uma agora. Não deu fôlego para o setor reagir´, afirmou Caldas, durante palestra em Sertãozinho (SP). O coordenador de Açúcar e Etanol do Ministério da Agricultura citou ainda os investimentos necessários para a produção de energia cogerada a partir do bagaço da cana em um cenário de crise de abastecimento. ´Há o risco de abastecimento de energia elétrica e precisamos mudar a ideia de energia proveniente das águas e eólica. Ano que vem essa luz vai acender e outros órgãos do governo vão perceber que é preciso de contrato de longo prazo de energia elétrica para garantir a oferta´, afirmou.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X