fbpx

Etanol registra desvalorização em São Paulo

Os preços do etanol hidratado recuaram na semana passada em São Paulo, puxados pela retomada das atividades de moagem no Centro-Sul. As informações são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. Entre os dias 13 e 17, o indicador Cepea/Esalq do hidratado foi de R$ 1,2115 o litro (sem impostos), baixa de 1,4% em relação ao período anterior. Para o anidro, cuja maior parte dos negócios continua ocorrendo via contratos, o indicador caiu 0,5%, fechando a R$ 1,3721 o litro.

– Na semana anterior, as chuvas haviam interrompido o processamento na maioria das unidades paulistas, reduzindo a disponibilidade do produto – afirma trecho do boletim do Cepea. As cotações do etanol também apresentaram queda em junho, mas em uma menor intensidade que a vista em maio, com o avanço das atividades de moagem da nova safra e usinas precisando arrecadar recursos. A demanda, favorecida por medidas do governo para elevar a competitividade do produto frente à gasolina, limitou a queda nos preços.

Na última semana de junho, o indicador Cepea/Esalq do hidratado foi de R$ 1,1818 o litro, recuo de 2% em relação ao encerramento de maio – no mês anterior, a desvalorização acumulada havia sido de 4,4%. Para o anidro, a baixa foi de 1,6% de maio para junho – ante a queda de 2,7% de abril para maio -, com o indicador fechando a R$ 1,3554 o litro no mês passado.

No acumulado desta safra (entre a última semana de março e a última de junho), o indicador do hidratado registrou desvalorização de 6,8%. Em período equivalente da temporada passada, a baixa havia sido de 10,8%. Para o anidro, a variação foi positiva em 1,2% na parcial da safra, ante um forte recuo de 14,4% há um ano. Valorização semelhante à atual ocorreu em intervalo equivalente da temporada de 2012, de 1,7%.

O etanol vem ampliando a vantagem frente à gasolina no correr da safra atual. Em São Paulo, a cotação média do hidratado em junho foi de R$ 1,969 o litro, correspondendo a 62,9% do valor da gasolina no período (R$ 3,128 o litro) – em abril, a relação era de 64,7% e, em maio, de 63,8%.

Fonte: (Canal Rural)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X