fbpx

Etanol do Grupo Zilor já pode entrar no mercado norte-americano

A partir de agora o etanol produzido pela Zilor está apto a entrar no mercado norte-americano. É que o etanol das três unidades (Barra Grande, São José e Quatá) conquistou o reconhecimento da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency, na sigla em inglês) como biocombustível que reduz as emissões de gases que provocam o efeito estufa.

Em fevereiro, o registro foi concedido às unidades Barra Grande (Lençóis Paulista) e São José (Macatuba). A primeira unidade a receber o registro da EPA foi a Quatá, em setembro do ano passado, junto a outras quatro usinas brasileiras.

“A partir dessa certificação, a Copersucar, que comercializa o etanol da empresa, poderá começar a vender nos Estados Unidos o combustível produzido pela Zilor. Além de mais um mercado para a produção da empresa, é uma conquista importante para o setor sucroenergético brasileiro, que demonstra a sua viabilidade ambiental ao obter essa certificação”, destaca Elder Arnaldo Buzzo, Coordenador de Saúde, Segurança e Preservação Ambiental.

Regulamentação

No ano passado a agência ambiental norte-americana reconheceu o etanol de cana-de-açúcar como biocombustível renovável avançado, de baixo carbono, por sua capacidade de contribuir de forma significativa para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa. O anúncio faz parte da regulamentação final da lei que define o uso de biocombustíveis nos Estados Unidos e reconhece que o etanol de cana reduz as emissões de gases do efeito estufa em pelo menos 61%, na comparação com a gasolina utilizada naquele país.

De acordo com a regulamentação dos Estados Unidos, para ser considerado dentro da norma e ser utilizado no país, o etanol precisa ser produzido em usina cadastrada na EPA. Além disso, a cana-de-açúcar de sua composição não pode ser originária de áreas onde antes havia vegetação nativa. As regras entraram em vigor em 1º de julho de 2010.

A regulamentação estabeleceu um consumo mínimo nos Estados Unidos de 50 bilhões de litros de biocombustíveis neste ano, subindo para até 136 bilhões de litros em 2022. Segundo a Unica (União da Indústria da Cana-de-Açúcar) o etanol de cana tem potencial para preencher até 15 bilhões de litros desse total.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X