fbpx
JornalCana

Estimativa de inflação em 2015 vai a 8,2% e a do PIB de 2016 para de cair

A inflação oficial, medida pelo IPCA, deve fechar o ano em 8,2%, de acordo com economistas e instituições financeiras consultados pelo Banco Central, considerando o centro das estimativas (mediana). Esta é a 14ª semana de aumento da projeção.

Há uma semana, esperava-se que o índice fechasse em 8,13%, acima da meta de inflação do governo, de 6,5% ao ano.

Já a projeção de crescimento do PIB em 2016 parou de diminuir e ficou em 1,1%. Há uma semana, esperava-se alta de 1,05%.

Para 2015, porém, a expectativa ainda é retração da economia, de 1,01%. Na semana anterior, a estimativa era recuo de 1%.

O crescimento neste ano passou a ser revisado para baixo a partir do início de março. Há um mês, a previsão era queda de 0,66%

ALTA DA SELIC

Apesar da expectativa de uma retração maior neste ano, o mercado está mais confiante nas novas negociações entre governo e Congresso para a votação dos ajustes fiscais, propostos pelo ministro Joaquim Levy.

Hoje, especialistas consultados pelo BC acreditam que a taxa Selic, que está em 12,75% ao ano, possa ter alta até 13,25% ao ano até o final de 2015.

Para 2016, a expectativa do mercado é que o juro básico volte a cair, fechando o ano em 11,5% ao ano, a mesma expectativa do mês passado.

A elevação da taxa é uma das principais ferramentas do governo para controlar a inflação.

Segundo a prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA-15, a inflação nos últimos 12 meses chegou a 7,9%, o maior índice desde 2005.

As expectativas para a inflação em 2016 continuam dentro da meta, chegando a 5,60% –mesmo resultado esperado há uma semana.

CÂMBIO

A taxa de câmbio para o fechamento do ano deve ficar em R$ 3,25, segundo a pesquisa do BC. Há uma semana, esperava-se que fechasse em R$ 3,20.

Nesta segunda-feira (6), às 10h02, o dólar comercial, usado em transações no comércio exterior, caía 0,95% em R$ 3,10. Já o dólar à vista, referência no mercado financeiro, registrava, no mesmo horário, queda de 0,62%, a R$3,10.

Em 2016, economistas ouvidos na pesquisa esperam que a taxa de câmbio feche em R$ 3,30. Há uma semana, a expectativa era que encerrasse o ano em R$ 3,23.

(Fonte: Folha de São Paulo)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram