fbpx

Entenda como reorganizar a funcionalidade do microbioma do solo

Gestor da Santo Ângelo e especialista da Microgeo explicam hoje, às 19h

Canavial da Usina Santo Ângelo

A adoção de produtos biológicos para reestruturação do solo já faz parte da estratégia agrícola de inúmeras usinas e produtores. Está claro também que a fertilidade do solo para o crescimento saudável e produtivo da cana-de-açúcar depende de um microbioma do solo saudável. De modo que a microbiologia interfere diretamente na fertilidade do solo.

DESTAQUE > Microbiologia do solo: usina paraguaia revela como elevou rendimento de cana orgânica

Agora, há surge uma nova onda de tecnologias na agricultura que são microbiológica​s. De acordo com informações da Microgeo, empresa especializada em bioinsumos, os insumos biológicos representam na prática a nova fronteira do conhecimento em produção agrícola, pois em conjunto com as ciências da física e química do solo, já bastante difundidas, completam o manejo do solo e plantas cultivadas.

SAIBA MAIS > Produtor de Tupaciguara obtém 16,6 TAH com manejo biológico
Pavani, da Microgeo

“Além disso, contribuem diretamente para o desenvolvimento sustentável da agropecuária do país e ajudam a enfrentar a crescente demanda do mercado. Com o novo Programa Nacional de Bionsumos, lançado recentemente pelo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o uso de produtos biológicos no setor ganha destaque e permite reduzir parte da dependência dos produtores rurais em relação aos insumos importados”, relata Alan Pavani, gerente de marketing da Microgeo.

Usina mineira é referência em inovação na fertilidade do microbioma do solo
Silva, da Santo Ângelo

A usina mineira, Santo Ângelo, é uma ótima referência em relação ao microbioma do solo utilizando  insumos biológicos. A unidade produtora deve fechar a safra 2020/21​ esmagando aproximadamente 3,9 milhões de toneladas. O rendimento agrícola é de 101,3​ (TCH), 139,7​ (ATR), com idade média do canavial de 4,7 anos. 

De acordo com Ugo da Silva, gestor de processos agrícolas da Usina Santo Ângelo boa parte dos bons números de rendimento agrícola se devem a estratégia aplicada há um tempo. Parte desse manejo passa pele experimento de bactérias​ promotoras de crescimento de plantas​. “A produtividade de colmos (TCH), açúcar (TAH) e Açúcar Total Recuperado (ATR) de nossa cana-de-açúcar foi positiva muito em função da aplicação de bactérias associada às diferentes doses de N, P,K em nossa colheita de agosto de 2019, aos 320 dias após a aplicação”, detalhe Silva.

Tanto o Ugo da Silva, da Santo Ângelo, quando to especialista da Microgeo, Alan Pavani, apresentaram mais detalhes sobre aplicações e agricultura microbiológica durante o painel Fertilidade & Microbiologia do Solo da 2ª Maratona CANABIO de Manejo Biológico & Sustentável de Cana-de-Açúcar.

Confira o vídeo:

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

dezenove − dezessete =

X