fbpx

Encontro discute variedades de cana-de-açúcar

Wellington Bernardes, de Ribeirão Preto

DSC_0847 Pesquisadores e empresas se encontram durante esta quarta e quinta-feira, dias 24 e 25, para debaterem as tendências e desempenhos de variedades de cana-de-açúcar disponíveis no mercado.

O professor e diretor da Unesp de Dracena, Paulo Figueiredo, abriu as palestras explicando aos presentes os efeitos fisiológicos do florescimento da cana-de-açúcar e sua implicação à agroindústria canavieira. “A fisiologia da planta é quem dita o comportamento desta. O florescimento implica em alterações morfológicas, consome energia e reduz a qualidade da matéria-prima fornecida para indústria”, afirma o pesquisador.

Marcos Landell, pesquisador do Centro de Cana do IAC de Ribeirão Preto, trouxe ao evento números de diferentes pesquisas realizadas no Estado de São Paulo para ressaltar a importância do manejo correto de novas variedades. “Buscamos materiais que possibilitem saltos produtivos, chamados de variedades facilitadoras, que diferem no percentual de plantio. Fatores importantes como a população de colmos presentes e a produtividade no dois primeiros cortes são importantes para esta análise” , explica Landell.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X