fbpx

Em busca da recuperação, setor poderá enfrentar novo obstáculo

O setor sucroenergético ainda poderá enfrentar mais um obstáculo na sua caminhada para recuperação e que afetaria diretamente o mix. A opinião é de Arnaldo Corrêa, gestor de riscos.

“Mesmo que o crescimento do consumo em doze meses despenque dos atuais 8% para 2,5% (o menor no acumulado móvel de doze meses desde a crise de 2008), ainda assim o Brasil precisaria crescer pelo menos 15 a 20 milhões de toneladas de cana”.

Ele prevê ainda que uma desvalorização acentuada do real poderia fazer com que Nova York caísse mais. “Chuvas que interrompem a moagem. Fatores climáticos. Pesquisa eleitoral. Se Dilma cair na preferência dos eleitores, isso sinalizaria uma recuperação da Petrobras e provável alinhamento dos preços da gasolina com o mercado internacional, favorecendo o etanol e diminuindo a disponibilidade de açúcar”, enumera o gestor.

2009-07-02 Usina Arte (3)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X