fbpx

Dez países da UE protestam contra reforma do açúcar

Dez países produtores de açúcar na União Européia (UE), entre eles Itália, Espanha e Portugal, se uniram para condenar as propostas de reduzir a cultura do produto.

Ministros da Agricultura da UE estão reunidos em Bruxelas para discutir o corte da produção de quase 3 milhões de toneladas de açúcar até 2009.

A proposta também inclui reduzir em um terço o preço mínimo de garantia pago pela UE ao produto.

Em carta endereçada à nova comissária de Agricultura, Mariann Fischer Boel, dez países produtores de açúcar da UE – Finlândia, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Portugal, Eslovênia e Espanha – dizem que os cortes teriam um efeito devastador.

OMC

A comissária disse apenas que não sabia detalhes do conteúdo da carta, mas acrescentou:

“Acho que a possibilidade de manter a atual produção em todos os países membros (da UE) parece ser difícil”.

Brasil, Austrália e Tailândia entraram com processo na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra o regime do açúcar na UE.

A OMC considerou o regime ilegal em decisão, mas a UE recorreu e a apelação ainda está em avaliação.

Segundo a agência AFP, a comissária de Agricultura deve decidir sua proposta de reforma do setor no início do ano que vem, quando a OMC decidir sobre o recurso apresentado pela UE contra a decisão em primeira instância.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X