fbpx

Destilaria ganha produtividade de 31 de TCH com nutrição microbiológica

Pesquisadora explica como se deu este resultado

A Destilaria Santa Inês registrou ganho de 31,15 de TCH em talhão de 9,3 hectares no qual foi realizado experimento com nutrição microbiológica de solo.

O ganho foi registrado 120 dias após a aplicação do SoloCana, da Solovita, segundo a pesquisadora Fernanda Nascimento.

Segundo ela, na biomassa, o resultado foi de 132,09 TCH com o SoloCana e 100,94 na cana testemunha.

Fernanda participou como palestrante da 3º edição do Usinas de Alta Performance Agrícola (UAP) .

UAP é realização da ProCana Brasil nesta quarta-feira (21/08) no Auditório do Centro de Convenções Zanini. O evento integra a programação da FENASUCRO & AGROCANA.

Microorganismos

Segundo ela, pela ação dos microorganismos, ocorre a reciclagem de nutrientes e a desconstrução da matéria orgânica.

“Os microorganismos são os operários do solo”, relata.

“Pegam os resíduos, os desconstruam e os transformam em humus.”

Com isso, explica, há disponibilização direta de nutrientes como potássio, enxofre entre outros.

“Nossa pesquisa trabalha com bactérias promotoras de crescimento de plantas, as BPCP”, diz a pesquisadora.

“Elas colonizam de forma interna e externa órgãos e tecidos de plantas”, emenda. “E a ação deles vai da raiz, nas folhas e no caule.”

Todos esses microorganismos infectam o tecido da raiz, fazendo maior captação de nutrientes, explica.

“A planta se torna mais saudável e menos suscetível a doenças.”

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X