fbpx

Demora pela reforma da previdência e alta do dólar. Entenda o que mais refletiu no primeiro trimestre da Cosan Limited

Confira vídeo com Paula Kovarsky, diretora de RI

A princípio, a Cosan Limited (“CZZ” ou “Companhia”) (NYSE: CZZ) tem bons resultados referentes ao primeiro trimestre de 2019 ante igual período de 2018.

A empresa, controladora da Cosan S. A., que é sócia da Shell na Raízen, apurou lucro líquido de R$ 190,2 milhões entre janeiro e março últimos.

O valor representa alta de R$ 83,9 milhões ante o resultado do primeiro trimestre de 2018, que ficou em R$ 106,3 milhões.

Expectativas

Por outro lado, Marcos Lutz, presidente da CZZ, relata destaques que afetaram o setor sucroenergético brasileiro e a economia do país no primeiro trimestre.

Segundo Lutz, o “mercado tinha expectativas altas com relação ao prazo para a aprovação da reforma da Previdência.”

“A construção do consenso político em torno do conteúdo da reforma no entanto, levou mais tempo, fazendo com que os economistas reduzissem suas projeções de crescimento do PIB para cerca de 1% e levando a moeda brasileira a se desvalorizar.”

Risco

Juntamente com esse quadro, Lutz relata que “incertezas relacionadas à economia global eram percebidas como risco para o ‘call’ de Brasil.”

Por enquanto tanto a China quanto os Estados Unidos cresceram acima das expectativas, destaca o executivo.

Ao mesmo tempo, lembra, “os preços de açúcar continuam deprimidos em função de outra safra forte na Índia e na Tailândia.”

 

“Nunca é uma jornada fácil.”

Relatório de Resultados

 

Clique aqui para acessar o relatório de resultados do primeiro trimestre de 2019 da Cosan Limited

 

Assista a seguir a apresentação dos resultados da Cosan Limited em vídeo com Paula Kovarsky, diretora de RI

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X