fbpx

Demora na certificação da fabricação e conversão de motores de aeronaves a álcool

A Indústria Aeronáutica Neiva, fabricante da aeronave movida a álcool hidratado espera receber a certificação, pelo Centro Tecnológico Aeroespacial (CTA), para o avião e o motor em 18 meses. A informação é do diretor da Neiva, Paulo Urbanavicius.

Já a empresa Aeroálcool, responsável por conversões de motores de aviões, afirma ter conseguido cerca de 70% do processo de homologação. O engenheiro James Waterhouse, sócio-diretor da Aeronálcool espera a finalização do processo em 6 a 8 meses.

A Neiva apresentou em outubro o avião agrícola Ipanema, com motor a álcool, cujo investimento foi de US$ 300 mil.

A Aeroálcool é responsável pelo motor convertido a álcool em modelos como o Piper Pawnee PA-25-260.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X