fbpx

Cresce fatia de grupo dos EUA na Cosan

O grupo Cosan, maior produtor de açúcar e álcool do mundo, comunicou sexta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que a consultoria de investimentos americana Wellington Management, com sede em Boston, aumentou a participação acionária no grupo.

Segundo o anúncio, um dos maiores grupos de investimento do mundo, com registro na Security and Exchange Commission (SEC), passa a ter 5,06%, o que corresponde a 9.549.670 ações ordinárias. A participação desse investidor era inferior a 5%. Procuradas, a Cosan não comentou e a Wellington não retornou as ligações.

A Wellington Management possui ações da Cosan em nome de várias contas (fundos) para investimento. Ou seja, a operação não altera a composição do controle ou a estrutura administrativa da Cosan.

O maior acionista da Cosan é o conglomerado chinês Kuok, com cerca de 7%. Em junho, o grupo francês Tereos se desfez dos 6,2% de participação que possuía na gigante do açúcar. A decisão ocorreu porque a Açúcar Guarani, controlada pelo grupo francês, deverá abrir capital na Bovespa. A venda da participação do Tereos na Cosan, que foi avaliada em US$ 230 milhões, foi realizada para evitar “qualquer conflito de interesses”.

Na sexta, as ações da Cosan fecharam em alta de 1,8%. Desde que abriu capital, valorizou 103,9%. No próximo mês, o grupo lançará ações na bolsa de Nova York.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X