fbpx

Correios lança Sele com tema do biocombustível brasileiro

Os Correios colocam em circulação, a partir desta terça-feira (13), selo postal que exalta a liderança brasileira na produção dos combustíveis renováveis. Segundo dados do Ministério de Minas e Energia, enquanto no mundo a utilização de fontes renováveis de energia não passa de 13%, na matriz energética brasileira esse percentual é de 46%.

A enorme extensão de terras agricultáveis, as condições climáticas favoráveis e a abundância de bacias hidrográficas são os fatores que auxiliam a posição de destaque do Brasil.

O selo apresenta uma personagem que abraça o planeta e, ao mesmo tempo, segura uma bomba fornecedora de combustível, da qual sai o óleo em forma de gota dourada. Essa gota é preciosa pela importância que representa para a humanidade. As cores verde, amarelo e azul associam-se à bandeira brasileira. O design ficou a cargo dos artistas Ariadne Decker e Meik, que utilizaram as técnicas de desenho e computação gráfica na elaboração da imagem.

A tiragem é de 10.200.000 unidades, a R$ 1,00 cada. Os selos podem ser adquiridos nas agências ou na loja virtual dos Correios (www.correios.com.br/correiosonline).

Regionalmente, a peça filatélica será lançada na sexta-feira 30 de janeiro, durante a cerimônia de reinauguração da Agência de Correios de Camapuã, que passa por reforma e ampliação de seu espaço físico.

Histórico

O uso do etanol combustível no Brasil como aditivo da gasolina é uma realidade desde a década de 1920, tendo seu uso se tornado oficial a partir de um decreto de 1931. Entretanto, foi somente com o advento do Programa Nacional do Álcool – Proálcool – em 1975, que o País estabeleceu definitivamente a indústria do etanol combustível.

Em 2009, o Proálcool completa 34 anos, acumulando resultados ambientais e energéticos extremamente significativos. Nesse período, o uso do etanol, em substituição à gasolina, promoveu uma economia de mais de 1,2 bilhões de barris de petróleo. Esse número, em termos energéticos, corresponde a cinco anos de consumo de gasolina no País.

No mesmo período, a utilização do etanol como combustível, puro ou misturado à gasolina, evitou a emissão de mais de 800 milhões de toneladas de CO2, reduzindo em mais de 30% as emissões da frota veicular brasileira.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X