fbpx

Copersucar investe em logística

Uma das maiores companhias do setor no País forma joint venture com grupo de Dubai, dono da maior refinaria do mundo, com capacidade para 2 milhões de toneladas, e cogita oferta pública de ações

ACopersucar, uma das maiores companhias do setor de açúcar e etanol no Brasil, anunciou na quinta-feira a criação de uma joint venture com o grupo JAG-Jamal Al-Ghurair, de Dubai, para contratar e gerenciar o transporte marítimo de açúcar. A expectativa é de que a nova empresa, chamada Copa Shipping Company, exporte 5 milhões de toneladas da commodity já no primeiro ano de atividade. A joint possui participação de 50% da Copersucar e 50% do grupo JAG.

“Acreditamos que em três anos estaremos gerenciando a exportação de 8 milhões de toneladas de açúcar”, estimou o presidente executivo da Copersucar, Paulo Roberto de Souza. A nova empresa vai permitir que a companhia brasileira amplie as exportações de açúc ar bruto a granel.

O grupo JAG é proprietário da AKS, a maior refinaria do mundo, localizada em Dubai, com capacidade de refino de 2 milhões de toneladas/ano.

A nova empresa atuará no transporte marítimo de açúcar e álcool, afretando navios com o objetivo de reduzir custos e tempo de espera para embarques nos portos. Cada grupo terá 50% do capital da nova empresa. A Copa Shipping Company iniciará operações a partir do primeiro trimestre deste ano, em todos os continentes, com escritórios no Brasil e em Dubai, nos Emirados Árabes. “A gestão será realizada por profissionais especializados no mercado de frete marítimo”, informa a Copersucar em nota.

De acordo com a brasileira, a parceria com a empresa árabe faz parte da estratégia de investir R$ 1,5 bilhão até 2015 na cadeia de distribuição, principalmente em terminais marítimos, transporte ferroviário e em um etanolduto. No final de 2010, empresas do setor energético, construção e de logística, como Copersucar , Petrobras, Cosan, Odebretch e Uniduto Logística, formaram associação para estabelecer um sistema integrado de distribuição de etanol. O projeto prevê a construção de um corredor dutoviário de 612,4 quilômetros, interligando Goiás a São Paulo.

NOVAS USINAS. A Copersucar terá mais seis usinas associadas já a partir da próxima safra, 2011/12, que vão agregar à empresa um volume de açúcar e de etanol equivalente a 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Das novas associadas, três unidades são do Grupo Virálcool: Usina Pitangueiras, Usina Caçu e a Decal-Usina Rio Verde. Com a entrada da Caçu e a Decal, a Copersucar inicia atuação em Goiás. Segundo o presidente do Conselho de Administração da Copersucar, Luís Roberto Pogetti, a entrada no estado é estratégica em função do grande crescimento que o mercado goiano vem registrando no processamento de cana-de-açúcar. A empresa é hoje uma sociedade anônima que possui 48 usinas de produção de açúcar e álcool no portfólio.

Pelo modelo de negócios da Copersucar, as usinas não são ativos da companhia e sim sócias na S/A. As empresas donas das unidades entram com a produção e em troca ficam com um percentual na sociedade. A fatia de cada acionista é proporcional a sua participação no total produzido. O lançamento de ações envolveria uma mudança no modelo da sociedade, já que teria de ser criado um bloco de controle dos negócios.

No modelo atual, enquanto as usinas são responsáveis pela produção, a Copersucar cuida de toda a parte de logística, comercialização, entrega do produto, além de avaliação de mercado e gerenciamento de riscos. Após a venda, a Copersucar remunera os acionistas.

De acordo com Souza, as seis novas usinas elevarão a capacidade de esmagamento de cana-de-açúcar da companhia para 22% do total processado no Centro-Sul, região que mais produz no País. Juntas as usinas produzem o equivalente a 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

As 48 unidades associadas da em presa estão distribuídas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás.

Desde que a Copersucar deixou de ser apenas cooperativa para se tornar sociedade anônima, em outubro de 2008, 16 unidades produtoras se associaram à companhia.

Atualmente, a Copersucar possui volume de comercialização equivalente a 135 milhões de toneladas de canadeaçúcar por ano. A capacidade de moagem dos 48 associados é de 115 milhões de toneladas de cana e estima-se em 20 milhões de toneladas equivalentes a compra de produtos de terceiros não associados.

Na safra 2011/12, a Copersucar pretende comercializar 8,1 milhões de toneladas de açúcar, crescimento de 27%, e 5,2 bilhões de litros de etanol, 25% mais em relação à safra anterior.

IPO. A Copersucar também avalia a possibilidade de fazer uma oferta inicial de ações, antecipou Souza. Sem especificar prazos, nem detalhar como a operação poderia ser feita, o executivo disse que o lançamento seria uma das formas de a empre sa levantar capital para investimentos em logística e marketing. (Com agências)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X