fbpx
JornalCana

Controle microbiológico aumenta eficiência nas usinas

Mário César Souza e Silva: ênfase na importância do controle microbiológico
Mário César Souza e Silva: ênfase na importância do controle microbiológico

Economizar no processo e aumentar a produção são os grandes desafios enfrentados pelas usinas.  Durante o Fórum Usinas de Alta Performance, realizado em 18 de setembro, em Ribeirão Preto (SP), diretores e gerentes de grupos produtores debateram formas de se alcançar este objetivos.

Um dos palestrantes foi Mário César Souza e Silva, biomédico-microbiologista especializado em desinfecção industrial. Ele falou sobre a importância do trabalho de controle da contaminação bacteriana nos caldos do processo fermentativo, como mosto, fermento (cuba tratada e não tratada) e dorna de fermentação. “Em outros setores, como o alimentício e farmacêutico, a preocupação é tão grande que impuseram o controle microbiológico para não ter prejuízos em seus produtos finais”.

Silva é responsável pela elaboração do Kit MC, que permite quantificar em até 60 minutos a contaminação bacteriana nos caldos do processo fermentativo. Trata-se de uma metodologia criteriosa, em uma área sensível para a produção de etanol e que ainda apresenta grande potencial de melhoria, no caso, a fermentação.

A matéria completa você acompanha na edição 249 do JornalCana.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram