fbpx

Usina 4.0: conheça as tendências e inovações em instrumentação e automação

Gestores e especialistas apresentam cases bem sucedidos e qual o futuro das plantas industriais

Usinas tem o desafio de aperfeiçoar e inovar a instrumentação e automação das plantas

A pandemia da Covid-19 acelerou uma série de processos nas usinas. Dentre eles a necessidade de aperfeiçoar e inovar a instrumentação e automação das plantas industriais. Primeiramente, porque a instrumentação desenvolve e aplica tecnologias de controle em processos. Ao passo que a obtenção dos dados precisos para o controle dos processos com o menor custo possível, depende do tipo de instrumento empregado, da qualificação do operador e do tratamento matemático que as medições sofrem.

DESTAQUE > Usina 4.0: Santa Lúcia otimiza sua cogeração em tempo real

Além disso, o operador precisa ter conhecimento acerca dos princípios de medição de cada instrumento aplicado ao processo, para que os resultados sejam interpretados de forma correta e estejam dentro das faixas possíveis e características. Uma tarefa que por melhor que seja aplica ainda deixa alguns delays. Nisso, se faz necessário uma transformação dos processos de instrumentação analógicos para digitais. De modo que se obtenha uma resposta mais rápida para tomada de decisões.

SAIBA MAIS > Cinco cases que comprovam a eficiência de uma usina 4.0

Com isso, é possível que o processo industrial alcance um de seus principais objetivos, que é manter o controle do processo produtivo com medição eficiente. Isso trará como resultado um maior rendimento da produção, com os processos feitos sem interrupções e com alta repetibilidade.

LEIA MAIS > Já sabe o que é Usina 4.0? Gestores de usinas explicam

Sob o mesmo ponto de vista a automação em usinas de cana deve cumprir em primeira instância a tarefa de solucionar as eventuais falhas que se dão ao longo dos CLPs (sigla para Controladores Lógicos Programáveis). Isso porque as falhas podem se apresentar como o resultado de indesejadas paradas observadas ao longo do processo de moagem e fabricação de açúcar e etanol. E nesse processo também é urgente uma transformação digital para os moldes conhecidos como Otimização em Tempo Real (RTO), que é fundamental para transformar uma planta convencional em Usina 4.0.

Mas, então, quais são as tendencias e o que há de novo no mercado de instrumentação e automação?

Primeiro é preciso ressaltar que essa é uma tendencia sem volta para as próximas próximas safras, uma vez que aumentar a produtividade e reduzir os custos são ações básicas de sobrevivência para as usinas de cana.

Confira a seguir mais informações nesse vídeo completo:

Patrocínio:

Buckman – Tecnologias para a área industrial

HB Saúde – Humanização e Tecnologia em Saúde

Pró-Usinas – Empresa do Grupo ProCana focada em tecnologia e inovação de resultados para as usinas

S-PAA Soteica – Software de RTO que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, instalado em mais de 40 usinas gerando ganhos superiores a R$ 1/TC. Veja mais em www.usina40.com.br.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

4 × três =

X