fbpx

Conheça as premissas da Cerradinho Bio para manter canaviais de 3 dígitos

Apesar de geadas, a empresa estima uma produtividade de 102 TCH na safra 2019/20

Apesar da forte geada que atingiu cerca de 20.000 hectares da área de produção da Cerradinho Bio, a empresa estima alcançar uma produtividade de 102 TCH (toneladas da cana por hectare), com uma longevidade média 4,5 cortes na safra 2019/20.

A alta produtividade da usina, localizada em Chapadão do Céu (GO), obtida com uma longevidade acima da média, é fruto de um rigoroso planejamento das operações agrícolas, que se inicia um ano antes do plantio da cana, e do monitoramento diário dos principais fatores que garantem o TCH elevado.

Rotação de culturas e composto enriquecido são premissas

Segundo Renato Ortiz, supervisor de Técnicas Agrícolas, Preparo e Plantio da empresa, uma das premissas básicas é a rotação de culturas, com crotalária ou soja, tanto nas áreas de expansão quanto de reforma. “A rotação de culturas está arraigada na cultura da Cerradinho na Cerradinho Bio. É uma premissa importante para construção de ambientes com solo rico em fixação de nitrogênio e de boa aeração”, explica Ortiz.

Outra premissa importante é aplicação de composto enriquecido no sulco de plantio, em ambientes médios e desfavoráveis. “Não é em 100% da área. Varia de um ano para outro em função dos ambientes de solo”, esclarece Ortiz.

Para dar mais detalhes sobre estas premissas e outras que a Cerradinho Bio adota para manter 3 dígitos de TCH, Ortiz vai apresentar uma palestra no 3º Usinas de Alta Performance Agrícola, evento de conteúdo técnico da Fenasucro & Agrocana 2019.

Realizado apenas no período da tarde, das 14 às 18 horas, o programa é extremamente objetivo e inclui a apresentação dos cases de alta produtividade e inovação das usinas Bevap, Denusa, Guaíra, Tereos e USJ.

Veja a programação:

Case Bevap – Cana de 3 dígitos

Hermes Augusto Guimarães Arantes, gerente de divisão agrícola da Bevap

Case Cerradinho BIO – Premissas Fundamentais para Manter TCH de 3 Dígitos

Renato Ortiz de Castro, supervisor de tecnologia agrícola, preparo de solo e plantio

Case USJ Araras – Manejo e Tecnologia para Ganho de Produtividade Agrícola e Máximo ATR

Jose Marcos Fini, gerente de processos agrícolas

Cana 4.0 – A Contribuição da Inteligência Artificial para a Produtividade Agrícola na Tereos

Raul Guimarães Guaragna, diretor de Operações Agroindustriais da Tereos Açúcar & Energia Brasil

Case Guaíra – Tecnologia para Alta Produtividade Agrícola

Mateus Sebastião Gonçalves da Silva, eng. agrônomo da Usina Guaíra

Case Denusa – Formação de Canaviais de Alta Produtividade – Fases e Cuidados

Pedro Abraão Barbosa, gerente agrícola

Serviço:

Usinas de Alta Performance Agrícola

Evento de conteúdo técnico da Fenasucro & Agrocana 2019

Data: 21/08/2019 (Quarta-Feira) – 14h as 18h

Local: Fenasucro & Agrocana 2019 – Auditório Zanini – Av. Marginal João Olézio Marques, 3563 – Sertãozinho – SP

Inscrições: Fone: (16) 3512.4300 | WhatsApp: +55 16 +55 16 98857.6013|  [email protected]

Site: www.jornalcana.com.br/uap

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X