fbpx

Confira as primeiras projeções de moagem para a safra 2017/18

canaMarcada por fenômenos climáticos que vão de estiagem, chuvas fora de época e geadas, a safra de cana-de-açúcar 2016/17 chega ao fim na região Centro-Sul.

Há usinas que seguirão em moagem até meados de dezembro, mas são poucas.

Nas unidades das regiões Norte e Nordeste, nas quais a safra irá até março, a expectativa, também por conta da estiagem, é de quebra de produção ante a expectativa inicial de lideranças regionais.

Analistas do setor sucroenergético são unânimes: a oferta de cana-de-açúcar para a safra 2017/18 será menor ante a atual temporada.

A culpa é da falta de tratos, em função da recente crise financeira do setor, e da menor taxa de plantio e renovação de canaviais.

“Os canaviais estão envelhecidos para a safra 17/18”, afirmou Luiz Carlos Corrêa Carvalho, o Caio, presidente da consultoria Canaplan, em reunião com lideranças em Ribeirão Preto (SP).

Caio deixou a entender que a oferta de matéria-prima na 17/18 deve no máximo repetir os números da 16/17, ou seja, de até 592 milhões de toneladas no Centro-Sul.

Conforme apurado pelo Portal JornalCana, as usinas do Norte e Nordeste chegarão, na 16/17, a moagem máxima de 50 milhões de toneladas.

Com isso, levando em conta a projeção da Canaplan, o setor não passará de 650 milhões de toneladas na próxima temporada.

Além da Canaplan, outras instituições já divulgaram projeções iniciais de moagem para a safra 17/18.

O Banco Pine, por exemplo, estima média 590 milhões de toneladas disponíveis para moagem. O volume pode variar de 545 milhões a 635 milhões de toneladas. Mas “a probabilidade da disponibilidade de cana ser menor na próxima safra, ante a atual, é de mais de 65%”, diz a instituição em relatório.

Arnaldo Luiz Corrêa, diretor da consultoria Archer, estima em até 590 milhões de toneladas a oferta de cana para a 17/18 no Centro-Sul.

“A maioria das usinas com quem tenho falado mostra preocupação com a safra de cana do próximo ano que – consensualmente – aponta que deverá ser menor do que 590 milhões de toneladas”, escreve ele em recente artigo.

Já a Consultoria Datagro estima moagem entre 580 a 610 milhões de toneladas nas usinas da região Centro-Sul. “A renovação dos canaviais continua abaixo do desejado. Vimos isso de novo na safra atual”, afirmou Plínio Nastari, durante evento da consultoria na capital paulista.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X