JornalCana

Conferência UNEM DATAGRO reforça a importância do país na definição de normas internacionais para a descarbonização

Brasil tem participação ativa na construção das regras globais para transição energética

(Divulogaçáo)

Durante a 1ª Conferência Internacional UNEM DATAGRO sobre Etanol de Milho, realizada nesta quinta-feira (21) em Cuiabá (MT), líderes e especialistas destacaram a necessidade de o Brasil desempenhar um papel ativo na definição das regras globais para a transição energética.

Em um contexto geopolítico complexo, onde a mobilidade sustentável e a descarbonização são frequentemente utilizadas como pretexto para protecionismo sem embasamento técnico, é fundamental que o Brasil participe ativamente na construção de normas internacionais que promovam uma transição energética justa e eficaz.

LEIA MAIS >Evento destaca o papel vital do etanol de milho nas políticas de descarbonização

Laís Garcia, chefe da Divisão de Energia Renovável do Ministério das Relações Exteriores (MME), ressaltou a importância de uma referência global comum para as regras de transição energética, baseada em uma metodologia padrão que defina critérios claros de descarbonização. Segundo ela, isso evitará um cenário fragmentado, onde cada país ou região teria suas próprias normas desconectadas umas das outras.

Plinio Nastari, presidente da DATAGRO, enfatizou a necessidade de adotar o ciclo de vida como critério principal para avaliar a descarbonização de produtos e serviços, levando em consideração as diferentes realidades de cada país. Ele destacou a integração entre as cadeias produtivas no Brasil, que proporciona benefícios mútuos sem competição por áreas.

No âmbito doméstico, Nastari ressaltou a importância de políticas públicas como o “Combustível do Futuro” e o “Mover” para impulsionar a descarbonização no Brasil, proporcionando segurança e estabilidade para os investidores.

LEIA MAIS > Raízen busca parcerias para construir nova fábrica de SAF

Mauro Mattoso, chefe do Departamento do Complexo Agroalimentar e Biocombustíveis do BNDES, destacou a importância de políticas públicas claras para facilitar o desenvolvimento de produtos financeiros voltados para a descarbonização, como no caso do RenovaBio

Miguel Ivan Lacerda de Oliveira, diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ressaltou a importância de tomar decisões baseadas em ciência e dados para garantir uma transição energética sustentável e eficiente

A conferência destaca a necessidade de uma abordagem colaborativa e integrada para enfrentar os desafios da transição energética, colocando o Brasil na vanguarda das discussões globais sobre o tema.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram