fbpx

Conferência em Ribeirão Preto aborda energia da biomassa

Os entraves técnicos, financeiros e legais que impedem o avanço da cogeração de energia a partir do bagaço de cana-de-açúcar estão entre os temas abordados na conferência “Desenvolvimento da Biomassa e a Cogeração: A Utilização de Fontes Renováveis na Geração de Energia”, que acontece nesta quarta-feira (27), das 8h30 às 14h, no Hotel Araucária, em Ribeirão Preto, SP.

A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, fará a abertura do evento. Ela lidera uma campanha para tornar o município sede de uma das etapas da Fórmula Indy, que utiliza etanol como combustível. O encontro terá participação do presidente da holding Maubisa, Maurílio Biagi Filho, e do executivo Celso Zanatto Jr., diretor de energia da Crystalsev, empresa responsável pela comercialização de açúcar, etanol e energia de mais de dez usinas da região de Ribeirão Preto.

Também participam da conferência, o chefe do departamento da área industrial do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Carlos Eduardo de Siqueira Cavalcanti, do sócio da KPMG no Brasil na área de Debt Advisory, Alan Rieddell, e do gerente de desenvolvimento de novos negócios da Tractebel Energia, Carlos Gothe. O evento é promovido pelo jornal Gazeta Mercantil e Eco Business Show, com apoio da Amcham e patrocínio da KPMG.

Graças à mistura de 25% de etanol anidro na gasolina e ao sucesso dos carros bicombustível, que consomem etanol hidratado, a energia da cana-de-açúcar vem ganhando cada vez mais força na matriz energética brasileira. Em 2007, a cana já atingiu a segunda posição na matriz energética nacional, com 16% de participação, 1,3 % à frente da hidráulica e atrás apenas de petróleo e derivados, com 36,7%.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X