fbpx

Comercialização de açúcar em ritmo lento no mercado interno

O ritmo de comercialização do açúcar no mercado interno continua lento no Centro-Sul do país, de acordo com levantamento do Centro de Estudos em Pesquisas Avançadas (Cepea).

Segundo o Cepea, os compradores seguem recuados por conta da recente alta dos preços, observada nas últimas semanas. Mesmo assim, as usinas de açúcar e álcool não têm reduzido os preços para atrair os compradores.

Desde o início da safra, em maio, até o dia 14 de outubro, as cotações do açúcar em São Paulo registravam valorização de 23%. No dia 21 de outubro, a saca de 50 quilos de açúcar encerrou a R$ 34,10. As exportações, contudo, seguem em ritmo acelerado.

Analistas de mercado afirmam que os preços do açúcar no mercado interno seguem firme por conta da valorização da commodity no mercado internacional. A maior disposição das usinas brasileiras em produzir mais álcool também ajudam a sustentar os preços.

As recentes altas do petróleo também ajudam a dar suporte aos preços do açúcar no mercado internacional.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X