fbpx

Combustíveis não interferem na inflação

Levantamento divulgado ontem mostra que a alta dos preços dos combustíveis registrada no final de dezembro não deverá impedir que o IGP-M de janeiro seja inferior ao registrado no mês passado (3,75%). A estima é do economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros. A primeira prévia do IGP-M de janeiro apontou alta de 1,34%, ante 3,75% do índice fechado em dezembro e 2,61% da primeira prévia do mês passado. Nesta primeira prévia de janeiro, o IPA subiu 1,52%; o IPC, +0,99%; e o INCC, +1,00%.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X