fbpx

Com TCH 0,6% maior, CMAA encerra safra com moagem recorde

Processamento cresce 6,9% ante o da temporada anterior

A Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) encerra a safra 2019/20 com moagem recorde de 6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

O resultado aponta que o orçamento estimado das duas unidades produtoras da CMAA foi superado em 6,9%.

A moagem recorde reflete, também, o aumento de produtividade, uma vez que a área colhida registrou avanço de TCH em 0,6%.

Registro na CVM

Companhia aberta registrada na CVM (categoria B), a CMAA é um dos maiores players de etanol, açúcar VHP e bioeletricidade no estado de Minas Gerais.

A empresa controla as unidades produtoras Vale do Tijuco e Vale do Pontal.

 

Moagem recorde

 

Com a moagem recorde, a CMAA alcançou processamento de 4,534 milhões de toneladas na Vale do Tijuco, contra uma projeção de 4,2 milhões de toneladas.

Já na Vale do Pontal, a moagem chegou a 1,561 milhão de tonelada. A estimativa era de 1,5 milhão de tonelada.

Em área colhida, a Vale do Pontal registrou 23,038 mil hectares, ante previsão inicial de 22,834 mil hectares.

De seu lado, a Vale do Tijuco processou cana de 49,452 mil hectares, contra orçamento de 49,231 mil hectares.

No total, as duas unidades operaram cana de 72,490 mil hectares, alta de 0,6% sobre a previsão inicial de 72,064 mil hectares.

   Desempenho da moagem recorde

 

Leia também: 

Primeiro leilão de compra de energia nova de 2020 está previsto para maio

 

Mix de cana

 

Com moagem recorde na 19/20, a CMMA avançou em 13,9% a oferta cana-de-açúcar própria, ou seja, 2,589 milhões de toneladas.

O orçamento inicial previa 2,273 milhões de toneladas.

Já a matéria-prima de fornecedores também cresceu em 2,3%, com 3,506 milhões de toneladas realizadas.

A projeção inicial era de 3,427 milhões de toneladas.

Canaviais em produção

Segundo a CMAA, a usina Vale do Pontal apresenta produtividade agrícola inferior por uma condição temporária, em virtude dos canaviais ainda em produção.

Esses são remanescentes da compra da usina, os quais foram implantados pela ADM.

O planejamento estima que nos próximos 2 anos serão alcançados TCH semelhantes com os resultados da Usina Vale do Tijuco.

Será resultado do processo de renovação gradual dos canaviais com novos padrões de qualidade e manejo varietal mais adequadas a região e práticas operacionais do grupo CMAA.

Mix de produção

 

Em virtude da maior demanda para o etanol e desvantagem de preços para a comercialização de açúcar, a CMAA adequou seu mix de produção para uma safra mais alcooleira.

Desta forma, houve aumento de 4,7% na produção de etanol no período.

Além disso, a Companhia registrou aumento de 9,1% na produção de açúcar na Usina Vale do Tijuco.

 

Produção de energia

A produção de energia apresentou redução de 7,6% na safra 2019/2020 até o final de novembro 2019.

Porém trata-se de um montante parcial uma vez que continuará sendo produzido energia até dezembro.

 

Indicadores de qualidade

 

A chuva favorece o desenvolvimento vegetativo que é inversamente proporcional a maturação da cana.

Desta forma, a variação do ATR acumulado na comparação entre os anos de 2018 e 2019, é explicada pelo aumento de chuvas no período de fevereiro a julho de 2019.

Ele é praticamente o dobro do ocorrido no mesmo período do ano anterior.

Considerando a combinação dos resultados de produtividade agrícola (TCH) e a qualidade da cana (ART), houve efetivamente um aumento de 5,9% no grupo.

Isso comparando com o orçamento no início da safra.

Esse crescimento reflete diretamente na quantidade de produto final (Açúcar e Etanol) e por consequência no aumento da Receita do grupo.

 

Clique aqui para acessar PDF

com a performance da safra 19/20 da CMAA

 

Vídeo sobre a safra

Em vídeo, o presidente da empresa, Carlos Eduardo Turchetto Santos fala sobre a safra.

Confira:

Culto de ação de graças pela safra

 

Confira imagens do culto de ação de graças a Deus pela safra, realizado em 12/12.

O evento contou com a participação do cantor gospel Régis Danese, autor da música “Faz um milagre”, mais conhecida como “Como Zaqueu”.

 

 

Carlos Eduardo Turchetto Santos, presidente da CMAA

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

dezoito − doze =

X