fbpx

Com safra ‘maior’, usinas de cana de MG moem mais de 65 milhões de toneladas

usiAs usinas de cana-de-açúcar do estado de Minas Gerais ultrapassaram a marca de 65 milhões de toneladas moídas na safra 2015/16. Esse volume, que representa alta de 9,6% sobre a temporada anterior, reflete a mudança de critério adotada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Pelo novo critério do Ministério, toda a produção relativa ao mês de março, mesmo das unidades sucroenergéticas que voltaram a moer após o período da entressafra, é considerada como da safra 2015/16.

No mês de março, 9 unidades de cana estavam em moagem em Minas Gerais, sendo que uma não entrou em entressafra.

Com o desempenho de moagem, as usinas de MG realizaram a maior safra de cana da história do setor no estado, segundo o Siamig, entidade representativa das companhia sucroenergéticas mineiras.

Conforme levantamento do Siamig: 

1 – A produção de açúcar totalizou 3,25 milhões de toneladas, com uma pequena queda de 0,56%

2 – Também registrando recorde, a produção de etanol total cresceu 12,4%, alcançando 3,08 bilhões de litros, sendo 2,04 bi de hidratado (28,23% de crescimento) e 1,04 bi de anidro (queda de 9,25%)

3 – O mix de produção encerrou a safra com 60,7% para etanol, superior ao ano anterior

4 – O ATR/tc teve uma forte queda de 2,64% totalizando 132,91 kg/ton/cana, um dos menores dos últimos anos

5  – Com base nos números apresentados, conclui-se que na safra 2015/16 todo  crescimento da moagem, descontada a redução da qualidade da cana, foi destinada à produção de etanol hidratado

6 – É importante destacar esse ponto, pois de acordo com dados preliminares da expectativa para  safra 2016/17 há um indicativo de inversão desse quadro, com foco maior na produção de açúcar e etanol anidro

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X