fbpx

COFCO International quer melhorar eficiência de água em 10% até 2025

Empresa deve economizar pelo menos 1,3 milhão de m3 de água por ano

A COFCO International lançou hoje uma nova meta para melhorar sua eficiência industrial de água em 10% até 2025.

A meta é parte essencial da estratégia da empresa para conservar os recursos naturais e gerenciar seu impacto ambiental, economizando pelo menos 1,3 milhão de m3 de água a cada ano.

O novo objetivo está relacionado à quantidade de água usada por tonelada de produção e, à medida que a produção cresce constantemente, é provável que a economia de água seja ainda maior.

“A crescente população global deve intensificar a pressão sobre os recursos naturais, por isso é vital que empresas como a nossa aproveitem capacidade e conhecimento para economizar água”, diz Wei Peng, Head de sustentabilidade da COFCO International.

LEIA MAIS > Recursos Humanos bem geridos durante Covid-19 mostram que usina vai além da busca por lucro

De acordo com Peng, para cumprir sua nova meta de eficiência hídrica, a companhia está adotando uma visão aprofundada de seu uso global de água e priorizando iniciativas que proporcionam o maior impacto.

Assim, procura inovar sistematicamente para melhorar a eficiência onde o consumo de água da empresa é maior, incluindo plantas de processamento de cana e oleaginosas.

Em suas instalações industriais, a empresa utiliza água para limpar matérias-primas e extrair óleo, além de equipamentos de refrigeração e limpeza.

O vapor também é crítico para a evaporação e aquecimento nos locais de esmagamento de oleaginosas e produção de açúcar.

O profissional conta que na usina de açúcar de Potirendaba da COFCO International, no estado de São Paulo, a inovação em eficiência hídrica já está obtendo resultados positivos e deve proporcionar mais economia de água, à medida que a iniciativa se expande para mais duas usinas.

Concentrador de Vinhaça na Usina de Catanduva/SP

No futuro, a companhia também planeja otimizar processos industriais para grãos e oleaginosas, com foco em tecnologias eficazes e viáveis.

“Transformar a maneira como nossas instalações industriais usam a água em nível global é um enorme desafio e precisaremos que todas as nossas equipes trabalhem juntas para tornar nossa nova meta de eficiência hídrica uma realidade”, diz Dmitriy Denisenko: diretor global de EHS da COFCO International e Gestão de ativos.

 

LEIA MAIS > Açúcar e etanol contribuem para recorde na exportação do agro em junho

“A tecnologia também desempenha um papel fundamental nessa jornada, e colaboraremos com parceiros especializados, na busca de soluções inovadoras para reduzir o uso da água, reutilizar e reciclar a água em nossas instalações industriais”, concluiu.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

quatro × quatro =

X