fbpx
JornalCana

Cocal lançará no segundo semestre projeto pioneiro no mundo de energia limpa

Companhia realizou, recentemente, culto para comemorar o encerramento da safra

O Grupo Cocal vem investindo em projetos que buscam fontes energéticas limpas, inovadoras e, ao mesmo tempo, viáveis financeiramente. A planta de biogás de Narandiba – SP, que recebeu investimentos de R$ 150 milhões, após 20 meses de obra, começou suas atividades em outubro de 2021 e fez sua estreia no dia 3 de janeiro de 2022 com a primeira entrega via carreta de biometano, para a empresa de nutrição animal YesSinergy.  A planta é uma parceria entre a Cocal e a empresa de tecnologia Geo Biogás & Tech. 

Cada carreta da Cocal tem capacidade de levar até 7 mil m³ de biometano cada. “O biometano é uma alternativa sustentável para o diesel e GNV em veículos, além da possibilidade de substituir o gás liquefeito de petróleo e gás natural em residências e indústrias”, ressalta a companhia.

“Sempre acreditamos no potencial da cana-de-açúcar, é o nosso petróleo verde. Nosso biogás veio dessa crença e é produzido a partir de resíduos do processo de moagem da cana: da biodigestão da vinhaça e torta de filtro. Na próxima safra, teremos 53% da nossa produção total de biogás purificada para produção de biometano e o restante (47%) para geração de energia elétrica”, afirma o diretor comercial e novos produtos da Cocal, André Gustavo Alves da Silva.

LEIA MAIS > Raízen forma joint venture com Grupo Gera
Carreta para transporte do biometano

Além de representar uma solução ambiental para os negócios – os resíduos agroindustriais se transformam em combustível limpo e energia elétrica – a planta de biogás em Narandiba também possui um projeto pioneiro no mundo de rede isolada de gasoduto em parceria com a GasBrasiliano, concessionária responsável pela distribuição de gás natural canalizado no oeste paulista.

“Uma rede isolada de gasoduto significa que não está conectada ao gasoduto da malha de transporte. É um mecanismo utilizado quando não há viabilidade econômica e técnica para conectar determinada região nesta malha de transporte. O projeto com a GasBrasiliano será a primeira rede isolada do mundo alimentada diretamente da unidade Cocal em Narandiba com biometano para uso residencial, comercial e industrial na região de Presidente Prudente”, explica André.

LEIA MAIS > Usina Santa Terezinha lança seu fertilizante foliar USTFERT

A previsão do início da distribuição do biometano através da rede isolada de gasoduto é a partir do segundo semestre de 2022. E para a safra 2022/23, o faturamento previsto pela Cocal gira em torno de R$ 2,5 bilhões com produção de açúcar, etanol, biometano, energia elétrica, CO2 e levedura.

Encerramento da safra

Com participações presencial e online as usinas do Grupo celebraram um culto para marcar o encerramento das atividades de mais um ano com muitas conquistas, mesmo diante dos desafios e da pandemia.

Pela primeira vez o evento ocorreu no formato híbrido: presencial e online, e reuniu cerca de mil pessoas entre colaboradores e seus familiares na unidade de Paraguaçu Paulista – SP, seguindo todos os protocolos de segurança e saúde, e através das redes sociais.

A celebração contou com a participação dos pastores Rodney Betteto e Fábio Ramos, e a apresentação da Banda Cocal, composta pelos colaboradores. Na abertura, o diretor superintendente da Cocal, Paulo Zanetti, fez uma breve retrospectiva das dificuldades enfrentadas ao longo da safra como seca, geadas, incêndios, afastamento de colaboradores pela covid-19 e insegurança econômica do país; e destacou que, ainda assim, a empresa teve grandes feitos como alguns citados por ele:

LEIA MAIS >Preços do etanol permanecem estáveis na primeira semana do ano
Paulo Zanetti, diretor superintendente da Cocal

Recorde de dias sem acidentes com afastamentos nas duas unidades; 100% de adesão dos 5.200 colaboradores na campanha de vacinação contra o coronavírus; colheita de 100% da área destinada, conclusão de 100% da meta de plantio, e tratamento de toda lavoura; expansão da vinhaça localizada em Paraguaçu Paulista, permitindo utilização de matéria orgânica em substituição de adubos minerais em 95% das áreas; que está previsto para ocorrer em Narandiba no próximo ano e criação de novas plantas industriais para agregar valor ao negócio e gerar empregos: levedura seca, biogás para produção de biometano e energia elétrica, e CO2.

“Agradecemos por termos chegado até aqui, é motivo de comemoração mais uma safra, mais um ano e seus resultados […]. Gostaria de agradecer a toda a família Cocal, aos colaboradores, independente de onde estão ou o que fazem, todos são importantes. Somos uma família, somos uma engrenagem movimentando para um rumo só, movimentando para o progresso, para o desenvolvimento, para melhora da vida das pessoas na nossa empresa, em toda nossa região e para o nosso país”, concluiu o superintendente.

LEIA MAIS > “Etanol é uma das soluções para um mundo mais sustentável”
Ubiratan Garms, acionista da Cocal

No encerramento o acionista da Cocal, Ubiratan Garms, destacou a importância da unidade na obtenção dos bons resultados.

“O nosso propósito está refeito este ano com a Essência da empresa, onde declaramos a existência de Deus naquelas palavras, o que meu pai vinha firmado com a minha mãe e nós estamos tentando viver em unidade. Esta importância da unidade é o que faz a empresa cumprir os propósitos de Deus. Queria agradecer a cada um de vocês, que fazem parte da família Cocal, por mais um ano”, finaliza.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram