fbpx

Cinco mulheres e o segredo da eficiência profissional

Painel virtual apresenta resultados significativos da participação feminina nas usinas de cana

 

O setor é um segmento que exige a máxima eficiência em seus processos. Portanto, a gestão de uma usina também exige profissionais de alto nível. Como também é comum em outros setores agroindustriais, a liderança das usinas era representada unicamente pelo gênero masculino. Mas esse modelo ficou no passado. As mulheres já ocupam uma parcela significativa na execução, gestão e liderança das unidades produtoras.   

LEIA MAIS > Biosev registra lucro líquido de R$ 485,3 milhões

Pesquisa publicada em março de 2020 mostra que as mulheres no Brasil ocupam cerca de 34% dos cargos de liderança sênior (diretoria executiva) nas empresas — e, todo o mundo, de acordo com a pesquisa mais recente do International Business Report da Grant Thornton, realizada com 4.812 empresas, em 32 países.

LEIA MAIS > CADE aprova aquisição da Biosev pela Raízen

O estudo aponta que o Brasil ocupa a 8° colocação no ranking dos 32 países, que é liderado pela Filipinas (43%), seguido da África do Sul (40%), Polônia (38%) e México (37%). Acima da média global, que é 29% dos cargos de liderança sênior sendo ocupados por mulheres, o Brasil saltou 9% em relação aos dados de 2019, quando tinha apenas 25% dos cargos sendo ocupados por mulheres.

Mulheres lideram 30% do agronegócio

Uma outra pesquisa realizada pela Abag (Associação Brasileira do Agronegócio) em 2020 apontou que as mulheres que atuam no agronegócio são responsáveis pela gestão de, no mínimo, 30% do segmento. Número superior ao registrado na indústria (22%) e na área de tecnologia (20%). Segundo o estudo, 60% das entrevistadas têm curso superior e 88% das entrevistadas são independentes financeiramente.

A FORÇA DA MULHER NO SETOR BIOENERGÉTICO

Para demonstrar em detalhes como a participação e a eficiência das mulheres no setor, a Quarta Estratégica JornalCana, realizada em 10/03, às 19h, contou com um painel especial. Estiveram presentes: 

  • Ana Oliveira, gerente de engenharia corporativa de processos da BP Bunge;
  • Chris Morais – Produtora rural da região de Barretos e uma das organizadoras do Tratoraço: dizer não ao ICMS / SP;
  • Daniela Petribu, presidente da Usina Petribu;
  • Inês Janegitz, gerente agrícola da Usina Atenas;
  • Thais Fornicola, diretora agroindustrial da Raízen.
Assista ao webinar completo

Patrocínio:
  • AxiAgro – Inteligência e Conectividade – Otimizar o uso de máquinas e equipamentos é estratégico para a competitividade das usinas. Neste sentido, não deixe de conhecer a AxiAgro, Solução de tecnologia e inteligência para extrair a máxima performance das operações agrícolas. Confira no site: AxiAgro.com.br
  • GDT by Pró-Usinas – Reduza os custos e o riscos na gestão de terceiros da sua usina!
    A Pró-Usinas traz com exclusividade o software GDT de Gestão de Documentação de Terceiros, totalmente Saas, que automatiza o fluxo de auditoria e validações, cabendo aos terceiros a tarefa de alimentar as informações e documentos no sistema.
  • HRC —  Conheça o Clean Cut, programa de desenvolvimento de alta performance da colheita mecanizada.
  • Project Builder — Todas ferramentas de gestão de projetos e colaboração num só lugar. Conheça já!
  • S-PAA Soteica – Software de Otimização em Tempo Real presente em mais de 50 usinas, que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, gerando ganhos superiores a R$ 1/tc. Saiba mais no site usina40.com.br

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X