fbpx
JornalCana

Chuva intensa afeta usina Coaf, mas favorece os canaviais na Mata Norte

Trabalho de recuperação começou e a previsão é de que tudo esteja pronto até o início da safra

O nível pluviométrico elevado dos últimos dias causou transtornos em Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Transbordou até o Rio Cruangi em frente à Coaf, entrando um grande volume de água na usina, até um metro de altura, molhando motores e mais máquinas, os quais 70% já estavam prontos para a nova safra com início previsto para o final de agosto.

A mais afetada foi no administrativo, mas sem grandes danos. O setor industrial também. Ao menos, 100 motores e 30 máquinas de solda ficaram muito molhados.

LEIA MAIS > O que fazer para inserir os princípios do conceito ESG no dia a dia da empresa?

O trabalho de recuperação, com o uso de estufas, começou. A previsão é de que tudo esteja pronto até o início da safra. Apesar disso, a unidade prevê uma boa moagem, com expectativas até de recortes em função dos volumes de chuva nos canaviais dos cooperados da usina.

Alexandre Andrade Lima, presidente da Coaf, agradece a solidariedade do setor agroindustrial canavieiro diante do ocorrido, como as lideranças da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), União Nordestina dos Plantadores de Cana (Unida)Sindicato dos Cultivadores de Cana de PE (Sindicape) e do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do Estado (SindaçucarPE).

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram